i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
SAMBA

Marrom, ‘masterchef’ do samba, se apresenta aos curitibanos

Cantora Alcione, que faz show neste sábado (22), ensina receita de prato maranhense, conta como se curou da asma e fala de seu amor pela música

  • PorSandro Moser
  • 20/08/2015 19:00
Alcione volta a Curitiba depois de dois anos | Divulgação/
Alcione volta a Curitiba depois de dois anos| Foto: Divulgação/

A voz de Alcione o Brasil conhece. Um talento que lhe valeu em 2015 o 20º Prêmio da Música Brasileira de melhor cantora de samba .

Nem todo mundo sabe, porém que a cantora tem fama de ser uma das melhores cozinheiras do showbiz. Seu “prato-assinatura” é o arroz de cuxá, típico da cozinha do seu Maranhão natal.

“Primeiro você cozinha a vinagreira (erva de gosto azedo, típica da culinária maranhense) e depois soca gergelim e camarão seco em um pilão. Mistura isto a um refogado de cebola e tomate e tempera com pimenta de cheiro”, ensina Alcione. “É minha especialidade, o prato que eu faço para os meus amigos”, conta por telefone, a Marrom antes de falar de seu show neste sábado às 21h no Teatro Guaíra.

Confira mais informações no Guia

Alcione volta a Curitiba depois de dois anos (o último show foi em agosto de 2013), tempo que considera longo demais. “Não vejo a hora de conversar com meu público, ver se está tudo bem. No repertório tem coisas que nunca cantei aí. Por isso, estou indo com a banda toda, vou carregada desta vez”, conta Alcione.

Ela se refere às canções do seu disco mais recente Eterna Alegria que tem composições de Zeca Pagodinho, Djavan, Arlindo Cruz e Francis Hime entre outros. A ”Marrom” é uma das cantoras mais concorridas pelos compositores de samba. “Funciona assim: eu anuncio que vou gravar um disco novo e o pessoal que conhece meu estilo já manda a música encaixada”, conta.

Alcione garante que também não vão faltar seus grandes sucessos como Gostoso Veneno e Meu Vício é você.

Com mais de 45 anos de carreira, Alcione fala que sempre sonhou em ser cantora. “Eu trabalhava numa loja de discos e pensava: um dia alguém vai estar aqui no meu lugar vendendo meus discos. Eu acreditei no meu sonho e ele um dia chegou”, observa.

Filha de um maestro da banda da Polícia Militar de São Luís, Alcione diz que começou a aprender a tocar trompete por influência dele para curar a asma que a fazia sofrer desde que nasceu. “É um exercício para o pulmão e diafragma que se faz todos os dias. Para mim funcionou, graças a Deus”.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.