Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
 | /
| Foto: /

Lady Gaga lançou o primeiro single de seu novo disco nesta sexta-feira (9). Produzido em parceria com os experientes Mark Ronson, BloodPop e Kevin Parker (do Tame Impala), “Perfect Illusion” foi feito sob medida para emplacar.

É um disco-rock com vocação para pista e refrão de arena insistente, com uma interpretação expressiva da cantora – segundo a produção, sem uso de retoques no estúdio.

Além do trio, Gaga contou com a participação do guitarrista Josh Homme, do Queens of the Stone Age. A aposta em um som mais cru deve ser uma das características do quinto disco da artista, conforme Ronson já havia adiantado no início do ano. O álbum está previsto para sair ainda em 2016.

Ouça a faixa:

Volta

Muito aguardado pelos fãs de Gaga, o lançamento tem a missão de recuperar a relevância da artista. A cantora passou os últimos três anos conduzindo seu trabalho de forma discreta se comparada com os primeiros anos de sucesso, a partir de 2008.

Gaga ficou famosa com uma estética visual provocadora e obscura, que incluía o uso de elementos extravagantes, às vezes bizarros, e se tornou uma figura central da música pop nos anos seguintes.

Mas seu último álbum solo – “Artpop” (2013) – não foi tão bem. Gaga investiu em um disco de standards de jazz com Tony Bennett, “Cheek to Cheek”(2014), e vinha tocando este trabalho desde 2014, com eventuais projetos paralelos – como sua premiada participação na série de TV “American Horror Story”, em 2015, que lhe valeu um Globo de Ouro de melhor atriz.

Time

A diva pop reuniu uma equipe experiente na criação de hits para seu primeiro single. O currículo de Mark Ronson inclui “Uptown Funk” e produção para nomes como Amy Winehouse e Adele. BloodPop, nome artístico do produtor americano Michael Tucker, assina músicas como “Sorry”, de Justin Bieber. E Kevin Parker é líder da banda australiana Tame Impala, uma das mais badaladas do indie rock.

Aliás, “Perfect Illusion” vem embalado por aparições significativas da cantora este ano, como a irretocável interpretação do hino americano no Super Bowl e o elogiado tributo a David Bowie na cerimônia do Grammy, além de sua indicação ao Oscar de Melhor Canção por “Till It Happens to You” (feita para o documentário “The Hunting Ground”, de 2015).

“Ilusão”

Lady Gaga sugeriu que “Perfect Illusion” (“ilusão perfeita”, em inglês) é um comentário sobre a auto-imagem artificial criada pelas pessoas nas mídias sociais – embora o discurso de desilusão também venha sendo relacionado ao término recente do relacionamento da artista. “Acho que as pessoas estão sendo pressionadas a continuar com esta ilusão pessoal constante em suas vidas”, disse a cantora à BBC, na sexta-feira (9). A música seria uma contestação disso. “É sobre querer que as pessoas restabeleçam a conexão humana”, explicou.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]