Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Caderno G
  3. Ozzy Osbourne leva milhares ao delírio em Curitiba

monsters tour

Ozzy Osbourne leva milhares ao delírio em Curitiba

Em uma hora e meia de show,“Príncipe das Trevas” alternou músicas da carreira solo com clássicos do Black Sabbath

  • Gazeta do Povo, com informações de Angieli Maros
  • Atualizado em às
Ozzy Osbourne se apresentou pela primeira vez em Curitiba | Hugo Harada/Gazeta do Povo
Ozzy Osbourne se apresentou pela primeira vez em Curitiba Hugo Harada/Gazeta do Povo
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Sob chuva leve e gritos insanos de aproximadamente 15 mil pessoas, o “príncipe das trevas”, Ozzy Osbourne, subiu ao palco da Pedreira Paulo Leminski por volta das 22h05 desta terça-feira (28) para encerrar o Festival Monsters Tour. Foi o primeiro show dele em Curitiba, que levou ao delírio as milhares de pessoas que, a exemplo do Kiss, na semana passada, lotou a pedreira.

“Go fucking crazy!”, gritou o roqueiro, como é de praxe na abertura de suas apresentações, além lançar um jato de espuma sobre a plateia. Atração mais esperada do noite, que teve também a apresentação das lendárias bandas Motörhead e Judas Priest, Ozzy começou deu início ao seu setlist com a clássica “Bark At The Moon”, um dos maiores sucessos de sua carreira solo. “Fairies Wear Boots”, quarta do repertório, foi a primeira do Black Sabbath, banda que liderou e que ainda reúne esporadicamente.

O público se mostrou extremamente empolgado a cada canção, cantando as músicas em coro. A todo tempo, os fãs respondiam com gritos de “Ozzy, Ozzy!” Em “War Pigs”, clássico do Sabath, Ozzy deu a ordem e foi obedecido: “todo mundo pulando!”

Mesmo Gus G., o grego atual guitarrista da banda de Ozzy, teve seu momento de glória. Após “Shot In The Dark”, o músico arrebatou o público curitibano com um solo.

Após uma hora e meia de show, em que alternou músicas da carreira solo com clássicos do Black Sabbath, Ozzy encerrou a apresentação com “Paranoid”, música que dá nome ao principal disco de sua banda, lançado em 1970.

Tanto Motörhead como Judas Priest empolgaram o público de aproximadamente 15 mil pessoas (segundo a organização) que foi à pedreira. Ambos fizeram apresentações com aproximadamente uma hora e dez de duração, que levantaram uma plateia que se mostrou bastante animada desde o início do festival.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE