i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Opinião

Peça de improviso resgata memórias de Chico Mário

  • PorJúlia Trindade de Araújo. – 2º ano
  • 06/04/2013 10:33
 | Júlia Trindade de Araújo
| Foto: Júlia Trindade de Araújo

Nesta última sexta-feira (05) a companhia mineira Mano a Mana apresentou o espetáculo "Memórias em Improviso" no Teatro Novelas Curitibanas. O elenco, composto por Marcos e Karina Souza, faz um resgate da memória do pai deles, Chico Mário, que foi um compositor e violinista brasileiro.

Dirigida pelo mineiro Chico Pelúcio, do Grupo Galpão, a peça utiliza vários recursos artísticos como dança, música, gravações e texto para fazer uma homenagem ao compositor. Durante o espetáculo, Marcos Souza executa a trilha sonora para que sua irmã, Karina, realize as improvisações de dança de acordo com a música e suas próprias emoções. O texto "Memória de Hospital", que é usado na peça, é um conto escrito por Chico Mário quando estava internado no hospital porque era hemofílico e tinha sido contaminado com o vírus da AIDS. "Esse conto é bem forte e é quase um desabafo, mas uma das características do nosso pai era a superação. A vontade de viver e de ser feliz foi a essência dele que Pelúcio buscou para montar o espetáculo", conta Karina.

O improviso também é algo muito marcante na peça. O elenco se deixa levar pelo sentimento, criando uma performance cheia de emoção e inspiração para o público. Segundo Marcos Souza, esse elemento dá a liberdade de fazer algo novo a cada apresentação. "O Chico fez um esqueleto fixo para a peça, então, o improviso está no sentimento e no movimento da dança com a música", diz.

Serviço:Local: Teatro Novelas CuritibanasDatas e Horários: 06/04 às 17h e 19hPreço: R$ 10,00 (Inteira) e R$5,00 (Meia)

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.