Por que pessoas que se planejam com consórcio compram mais barato?
| Foto: Divulgação
  • Por Consórcio Servopa
  • 15/02/2020 00:01

Ao contrário do que muitos podem pensar, comprar créditos de consórcios pode significar uma boa economia. Isto porque ter disponível o valor total do bem à vista, resulta em boas negociações com fornecedores, recompensando por exemplo, o custo que o consorciado pode estar pagando pela taxa administrativa do grupo. É o que defende o gerente do Consórcio Servopa, Mário Munhoz.

No mercado desde o final dos anos 1960, o Consórcio Servopa hoje tem mais de 60 mil consorciados e já contemplou mais de 250 mil cartas. Este número mostra que o brasileiro tem investido na compra programada e no planejamento financeiro para adquirir bens. “A contemplação quando acontece, seja por sorteio ou lance, oferece ao consorciado o benefício de desfrutar de muitos descontos. Isto porque com a carta de crédito nas mãos, que pode ser considerado um pagamento à vista, é possível fazer ofertas para fornecedores e negociar preços que não estariam disponíveis para compras a prazo”, explica Munhoz.

Além de abrir as portas para negociações, uma compra programada também custa muito menos do que buscar este mesmo crédito em outros tipos de modalidade. “Com certeza, a maior vantagem de fazer uma compra programada com consórcio é se livrar dos juros”, conta Munhoz. “Se pegarmos a taxa de administração do grupo e dividirmos pelo total das parcelas o valor de diferença para os juros de um financiamento tradicional é muito significativa”, explica.

O planejamento financeiro também pode fazer o dinheiro render e aumentar o valor do crédito ao longo do prazo. “Quando alguém programa uma compra com o consórcio, pode ser contemplado por sorteio ou se oferecer um lance logo no início do grupo, a vantagem é de começar a desfrutar do bem que planejou adquirir, seja uma casa ou um carro”, explica o gerente. “Mas também existe uma grande vantagem em ser contemplado por último, já que o consorciado receberá o valor do crédito, atualizado pelo preço do bem, sem ter saldo devedor nenhum”, explica o especialista.

É por isso que muitos consorciados entram nos grupos de consorcio como uma forma de investimento. Sem ter necessidade imediata de utilizar o bem, fazem da carta de crédito um negócio. “São pessoas que torcem para serem contemplados logo de início, para poder comercializar a carta de crédito contemplada no mercado por um valor superior”, simplifica Munhoz.

Para adquirir uma carta de crédito imobiliário através do Consórcio Servopa, os interessados podem fazer a compra online, em uma das sete filiais da marca ou através de mais de 500 representantes espalhados pelo país. Os créditos começam em R$ 130 mil e vão até R$ 600 mil que podem ser quitados no prazos de 120 à 240 meses.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]