Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Uso racional da água: conheça as vantagens de morar em um empreendimento sustentável
| Foto: Divulgação
  • Por MDGP
  • 04/09/2020 17:41

O Paraná tem passado por uma situação difícil quando se trata de abastecimento de água. Desde março, o estado adotou o sistema de rodízio de abastecimento por conta da falta de volume de água nas represas que abastecem Curitiba e Região Metropolitana. Como houveram poucas chuvas significativas durante os meses de janeiro e fevereiro, a quantidade de água para abastecer as cidades não foi suficiente.

Nos últimos meses, a situação ficou tão crítica que a Sanepar registrou o pior nível médio da história nos reservatórios. Os níveis de cada barragem, em 12 de agosto, era de 10,55% (Iraí), 32,8% (Passaúna), 17,3% (Piraquara I) e 83,3% (Piraquara II). Com isso, a preocupação com o meio ambiente passou a ser ainda maior.

A MDGP é uma incorporadora que adota a sustentabilidade em seus projetos. Além de empreendimentos exclusivos e confortáveis, a MDGP visa proporcionar uma experiência de morar em um local que cause o mínimo de impacto possível ao meio ambiente. Usando tecnologia e inovação, os empreendimentos da incorporadora possuem diversos fatores que dão importância a sustentabilidade.

Os residenciais Arbo Cabral e Átman Cabral buscam a certificação GBC Brasil Condomínio, fornecida pelo Green Building Council Brasil. E, para conquistar esse selo, é preciso que o empreendimento tenha eficiência hídrica com o reuso e redução no consumo de água. Para ajudar em todo esse processo, a MDGP conta com a consultoria da Forte Desenvolvimento Sustentável, responsável pela certificação dos empreendimentos.

Portanto, os residenciais tiveram em sua concepção de projeto medidas como a especificação de metais e louças sanitárias de alta tecnologia que colaboram com a redução e consumo, sem a diminuição do conforto. Já na execução, foi colocado um sistema de captação e aproveitamento da água da chuva no canteiro de obras, a fim de evitar o desperdícios. E, com os empreendimentos prontos, há como reutilizar as águas pluviais na irrigação do paisagismos e limpeza das áreas comuns.

Acompanhe os números da economia do consumo de água no Arbo Cabral:

| Divulgação

O Àtman Cabral segue a mesma eficiência do Arbo Cabral, em relação às áreas privativas. Já nas áreas comuns, a do Átman será ligeiramente superior devido aos chuveiros com vazão um pouco menor, com estimativa de redução de até 35%.

Dicas para economizar água

Além de uma construção que auxilia na economia de água, há algumas atitudes que podem ser praticadas para que essa situação seja revertida. Muito simples, elas podem trazer grande redução do consumo diário. Uma delas é evitar vazamentos, por isso, fique de olho em todas as torneiras e chuveiros para que estejam bem fechados.

Outra dica é lavar as roupas de uma só vez e reutilizar a água da lavagem para, por exemplo, lavar a calçada e não desperdiçar com a mangueira. Na lavagem de louça também é possível economizar.

Em média, é gasto 120 litros de água em 10 minutos de banho. Isso significa que em um banho de 30 minutos, é gasto 360 litros. Se uma residência tem quatro pessoas, em um mês, irão gastar 43 mil litros de água. Por isso, é indispensável que o tempo de banho seja reduzido.

A MDGP - Incorporadora com mais de 10 anos de atuação em Curitiba, reúne profissionais experientes e com vontade de empreender de forma moderna e diferenciada, tem à sua frente o engenheiro civil Marlus Doria, com 28 anos de experiência no mercado imobiliário. Em suas parcerias, conta com a participação da Aurora Centennial, grupo centenário de origem familiar que opera no Brasil, Estados Unidos e Europa e atua nos setores da indústria da madeira, construção civil, tecnologia e incorporação imobiliária. Saiba mais sobre a MDGP e seus lançamentos acessando www.mdgp.com.br.