Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Alguns alimentos podem ameaçar a sua saúde
| Foto: Divulgação
  • Por Unimed Curitiba
  • 26/07/2021 12:18

Eles estão em toda parte. No seu fast-food, no passeio com a família, no encontro com os amigos. Estamos falando dos alimentos ultraprocessados, como refrigerantes, salgadinhos, embutidos (salsicha, presunto e salame), macarrão instantâneo, biscoitos recheados, congelados, entre outros.

Esses alimentos são um verdadeiro terror para a saúde, pois possuem pouco – ou nenhum – valor nutricional e têm grande quantidade de sal, açúcar, óleos, gorduras trans, corantes e aromatizantes.

Alguns fatores explicam a popularização desses alimentos e, dentre eles, está a facilidade. É prático levar um salgadinho para o passeio ou abrir um biscoito recheado para o café da tarde. As prateleiras dos mercados estão lotadas de produtos industrializados – muitas vezes, mais baratos que os alimentos in natura. Com isso, as pessoas adquiriram uma alimentação pobre em nutrientes, principalmente nas grandes cidades.

Por outro lado, muita gente acredita que substituir uma garrafa de refrigerante por um suco de laranja de caixinha é uma escolha saudável. Mas não é. Os sucos industrializados possuem uma concentração enorme de açúcar e são tão nocivos quanto os refrigerantes. O problema é que, além da obesidade e do diabetes, inúmeros casos de câncer estão diretamente relacionados ao excesso de alimentos ultraprocessados.

Diante deste cenário preocupante, a Unimed Curitiba está lançando uma campanha de combate à obesidade e ao diabetes. A comunicação alerta sobre o risco à saúde ao consumir refrigerantes, alimentos gordurosos e doces em excesso. Esses alimentos foram comparados aos monstros que aterrorizam a saúde e o bem-estar das pessoas. De acordo com Valéria Lopes, supervisora de Marketing da Unimed Curitiba, a campanha é “uma oportunidade para as pessoas refletirem sobre o que e como estão comendo. Se a vida de todos mudou drasticamente com a pandemia, a alimentação também sofreu interferências, por diversos motivos. Talvez o cuidado com uma boa nutrição do corpo não tenha tido tanta atenção, é compreensível. Mas sempre é tempo de retomar bons hábitos e de transformar a rotina”.

Segundo Fernanda Justus Malucelli, médica cooperada da Unimed Curitiba especialista em Endocrinologia e Metabologia, “além dos enormes danos causados à nossa saúde pelas substâncias presentes nos alimentos industrializados, há também uma mudança no paladar quando se consome excessivamente esses tipos de alimentos. O indivíduo acumula sódio, açúcar, gorduras e toxinas e ainda não ingere os nutrientes saudáveis presentes em uma alimentação natural contendo vitaminas, proteínas e elementos essenciais para o bom funcionamento do nosso organismo”.

Para a endocrinologista, a mudança no hábito alimentar pode ser gradual. É possível conciliar o lazer com uma boa alimentação. No lanche do shopping, por exemplo, pode escolher água, chás gelados ou sucos naturais para acompanhar a refeição. Sobremesas com frutas podem ser tão deliciosas quanto uma receita cheia de açúcar. Pizzas com massas integrais também vão conquistar o paladar dos amigos durante o jantar. Com criatividade e as substituições corretas, a vida pode ter muito sabor.