i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
média

Curitiba recebe 30 denúncias por dia de maus-tratos a animais

O número de denúncias deve chegar a quase 8 mil até o final deste ano

  • PorAlex Silveira, especial para a Gazeta do Povo
  • 20/04/2018 16:11
 | Jonathan Campos/Gazeta do Povo
| Foto: Jonathan Campos/Gazeta do Povo

O número de denúncias contra maus-tratos a animais deve chegar a quase 8 mil até o final deste ano em Curitiba. A projeção leva em conta a média de 30 ligações diárias atendidas pela Rede de Proteção Animal, da prefeitura, e representa o dobro do acumulado no ano passado. Em 2017, foram feitas 3,5 mil denúncias ao órgão.

Leia mais: Feriado de Tiradentes altera horários de serviços em Curitiba neste sábado (21)

De acordo com a chefe da Rede de Proteção Animal, Vivien Midori Morikawa, esse aumento no número de denúncias se deve ao fato de a população estar mais sensibilizada e atenta para a causa animal. “Um dos sinais disso é termos na Câmara Municipal duas vereadoras atuantes e bastante ligadas à Proteção Animal. O índice de denúncias e o contato com a prefeitura via 156 também demonstra confiança no trabalho desenvolvido pelo município, não apenas na promoção do bem-estar animal, mas também na fiscalização e combate às irregularidades”.

Para combater os maus-tratos, Vivien explica que, ao receber as denúncias, uma equipe composta por fiscais e veterinário é acionada para averiguação nos locais indicados. Caso sejam confirmados os comportamentos descritos pela denúncia e previstos em lei (Lei Municipal nº 13.908/2011), podem ser aplicadas diversas penalidades. “Uma das penalidades previstas é a apreensão do animal de seu tutor”, informa.

Leia também: Sem licenças e alvará dos Bombeiros, campus da Tuiuti pode ser interditado

Os animais que acumulam mais denúncias de maus-tratos em Curitiba são cães, gatos e cavalos. Quando os casos são confirmados e a situação não oferece risco de morte para o animal, o dono recebe uma orientação e um prazo para providenciar a melhoria e adequação do local. Caso não haja a melhoria, o dono pode receber uma multa de até R$ 200 mil.

Como denunciar

Para fazer uma denúncia, é preciso entrar em contato com a prefeitura por meio da Central 156 – via telefone ou site. Lembrando que a Rede de Proteção Animal é ligada à Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Curitiba, portanto, a área de atuação das equipes é exclusivamente na capital, sem englobar a Região Metropolitana.

Caso marcante

Segundo a Vivien Midori, um dos casos mais marcantes de maus-tratos é o cão chamado Manilha, que está disponível para adoção no Centro de Referências para Animais em Risco. Ele ganhou esse nome após ser resgatado de um tutor que o deixava preso dentro de uma manilha. “Manilha estava em espaço físico inadequado, o que causou problemas de comportamento ao animal. Ele tinha bastante medo e era agressivo”.

Como cuidar bem dos animais

De acordo com a Rede de Proteção Animal de Curitiba, quem deseja cuidar de um animal de estimação deve tomar alguns cuidados e adotar comportamentos condizentes com a Guarda Responsável:

- Alimentação e hidratação

Forneça alimentos apropriados e com a frequência necessária, de acordo com a espécie e a idade do animal. Mantenha sempre a água limpa e fresca à disposição e não se esqueça de recolher os restos de alimento do comedouro.

- Higiene e limpeza

O cão deve ter abrigo confortável, protegido do sol, da chuva e do vento. O banho é recomendado uma vez por mês. Os felinos não precisam tomar banho frequentemente. Todo responsável deve recolher as fezes de seu animal nas ruas, nas calçadas e nos parques. É uma atitude de cidadania e obrigatória por lei.

- Saúde

Ao desmamar, o animal deve visitar o médico veterinário para desverminar e receber as vacinas. Filhotes devem ser vacinados com 2, 3 e 4 meses de idade, e os adultos anualmente, com vacina contra a raiva e doenças próprias da espécie.

- Passeio

Utilize sempre coleira e guia. É segurança para o animal e para as pessoas. Se o animal for bravo, utilize também a focinheira e evite agressões.

- Castração

O animal castrado vive mais e melhor, além de melhorar o comportamento.

- Identificação

O microchip é um método seguro de identificação definitiva no seu animal. Tem aplicação é simples e não precisa de anestesia. Por ser inviolável, ele garante a identificação do seu amigo caso ele se perca ou seja roubado.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.