i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
SÃO FRANCISCO

Rapaz é baleado pela GM ao pichar a Capela do Cemitério Municipal

O pichador teria se recusado a descer de um muro, teria ofendido o guarda e atirado uma lata de spray contra o agente, que deu um tiro em sua perna

  • PorRaquel Derevecki
  • 30/03/2018 10:21
O suspeito estava no alto da capela realizando as pichações no momento em que foi flagrado por dois guardas municipais | Átila Alberti/Tribuna do Paraná
O suspeito estava no alto da capela realizando as pichações no momento em que foi flagrado por dois guardas municipais| Foto: Átila Alberti/Tribuna do Paraná

A Guarda Municipal de Curitiba baleou um jovem de 21 anos que pichava a capela do Cemitério Municipal de Curitiba, no bairro São Francisco. A ação aconteceu por volta das 5 horas desta sexta-feira (30), quando o rapaz foi flagrado por dois agentes e teria atirado uma lata de spray contra eles. O suspeito foi atingido na perna e recebeu atendimento do Siate. Ele foi encaminhado ao Hospital Evangélico e não corre risco de morte. Outro rapaz que o acompanhava conseguiu fugir.

De acordo com a Secretaria de Defesa Social de Curitiba – que responde pela GM – o suspeito estava no alto dos muros da capela quando foi visto. Um dos guardas, então, lhe deu voz de prisão, mas o homem se recusou a descer, começou a ofender o agente e ainda atirou nele uma lata de spray. A lata atingiu seu ombro.

Segundo a Guarda Municipal de Curitiba, as ofensas continuaram e o suspeito teria levado a mão até a altura do cinto, como se fosse tirar uma arma. Como ainda estava escuro, o agente efetuou um disparo, atingindo o suspeito. O homem precisou ser resgatado do alto do muro e, durante todo o procedimento, afirmou que era advogado e que nada aconteceria com ele.

Pichações são frequentes na região do Cemitério Municipal e nem a placa de monitoramento saiu ilesaÁtila Alberti/Tribuna do Paraná

Liberado sem fiança

O rapaz foi escoltado até o hospital e, assim que receber alta, prestará depoimento na Delegacia do Meio Ambiente de Curitiba. Lá, deve assinar um Termo Circunstanciado para crimes de menor potencial ofensivo e ser liberado sem pagamento de fiança. Já a prefeitura de Curitiba deve multá-lo no valor de R$ 10 mil pelos danos ao patrimônio público.

Os dois guardas municipais que acompanharam a ocorrência já compareceram à delegacia e prestaram seus depoimentos. O agente que efetuou o disparo também precisará comparecer à Central de Flagrantes de Curitiba, onde será aberto um inquérito para apurar se houve irregularidades em sua ação.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.