Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | Marcelo Andrade/Gazeta do Povo
| Foto: Marcelo Andrade/Gazeta do Povo

O show do cantor Roberto Carlos, que acontece nesta sexta-feira (1) na Ópera de Arame será o primeiro grande evento a testar o novo binário das ruas Mateus Leme e Nilo Peçanha, iniciado na última terça-feira (28). Como são esperadas cerca de 1.500 pessoas para a apresentação, a expectativa é que o volume de veículos transitando em direção ao bairro Abranches seja bem maior do que o visto nos últimos dias, o que vai pôr à prova a eficiência das alterações no trânsito na região.

No entanto, para a Secretaria Municipal de Trânsito (Setran), o clima é de otimismo, já que o local sempre apresentou problemas em dias de eventos. Para a superintendente de trânsito de Curitiba, Rosângela Batistella, a movimentação no sentido Pedreira e Ópera de Arame deve experimentar uma melhora. Em entrevista exclusiva à Gazeta do Povo na última semana, Rosângela foi questionada sobre o trânsito em dias de espetáculo e se mostrou otimista com a mudança na região.

Após três dias de experiência desde a implantação do binário, a Setran faz avaliação positiva em relação à composição das vias. “Está muito bom, os tempos de percurso reduziram consideravelmente. O trânsito deve se comportar melhor que em outras vezes porque as ruas devem facilitar os acessos de chegada e saída do público”, afirmou a superintendente. Segundo dados da secretaria, o tempo de percurso entre a Rua 13 de Maio e a Evaldo Wendler, no sentido bairro, pela Mateus Leme, reduziu pela metade, de oito para quatro minutos.

Na última vez que o ‘Rei’ esteve em Curitiba, em 2014, o show na Pedreira Paulo Leminski — ao lado da Ópera de Arame — reuniu cerca de 26 mil pessoas, capacidade máxima do espaço. Na ocasião, o esquema de trânsito ao redor do local foi alterado, com o fechamento das ruas nas cercanias da Pedreira e com a implementação de linhas de ônibus especiais para conduzir os espectadores ao local.

Desta vez, com um público dez vezes menor, a Setran conta que não fará nenhuma operação especial e que apenas manterá rondas periódicas para atender qualquer eventual problema de trânsito. Nem mesmo a proximidade entre os horários do espetáculo, programado para as 21h30, e o pico de tráfego na região, que finaliza às 20 horas, preocupa as autoridades de trânsito. “O show começa fora do horário de pico. Talvez alguma coisa possa acontecer, mas temos que avaliar. Pelo horário, e também pelo público mais reduzido, não chega a preocupar”, disse Rosangela.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]