i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Tragédia

Caminhoneiro fala sobre acidente na BR-277: “era como estar vendado num quarto escuro”

    • Tribuna do Paraná
    • 04/08/2020 17:00
    Acidente fez 8 vítimas no último fim de semana: fumaça e neblina afetaram a visibilidade no local.
    Acidente fez 8 vítimas no último fim de semana: fumaça e neblina afetaram a visibilidade no local.| Foto: Colaboração/Mariano Gomes/147 News

    O caminhoneiro que se envolveu no acidente que matou oito pessoas na noite de domingo na BR-277, prestou depoimento na Delegacia da Polícia Civil em São José dos Pinhais, na grande Curitiba, na manhã desta terça-feira (4). De acordo com o delegado que conduz o inquérito, Fábio Machado, não há indícios de que o caminhoneiro e nenhum outro dos condutores tenham cometido crime. Agora, a polícia vai investigar a conduta da concessionaria Ecovia, que administra o trecho entre a capital e o litoral,no caso.

    Que tal receber notícias do Paraná no WhatsApp?

    O caminhão que Claudio Alexandre Seroiska conduzia atropelou os ocupantes de três carros que haviam descido após se envolver em um engavetamento sem maiores consequências. Na sequência, outros veículos, entre carros, motos e até uma viatura da Polícia Militar (PM) acabaram formando um engavetamento gigante de 22 veículos.

    No depoimento à polícia, Seroiska afirma que havia acabado de sair de casa para transportar peças para São Paulo e que não conseguiu enxergar nada no momento do acidente. Uma forte fumaça causada por queimada à beira da estrada misturada com neblina seria a responsável pelo acidente, o que levou o caminhoneiro a desviar dos carros na pista, mas a atropelar as pessoas no acostamento. “Era como se eu tivesse entrado num quarto escuro de olhos vendados”, ilustra o caminhoneiro em entrevista ao jornal Meio-Dia Paraná, da RPC, nesta terça.

    O caminhoneiro afirma que dirigia dentro do limite de velocidade e reclama de que não havia nenhuma sinalização na rodovia indicando neblina e fumaça. “Não tinha um luminoso sequer indicando nevoeiro adiante ou incêndio, nenhum batedor. Eu rodo em todas as rodovias de São Paulo e Rio e eles fecham as rodovias [nesses casos]”, afirma o condutor. Por isso, Seroiska afirma que se considera também uma vítima do acidente. Segundo o próprio caminhoneiro, esse foi o primeiro acidente que se envolveu em 15 anos na profissão.

    Concessionária Ecovia

    Para a polícia, a falta de visibilidade e não a negligência dos motoristas parece ser a principal causa do acidente na BR-277. “Verificamos que o motorista [do caminhão] estava dirigindo de forma regular e não conseguiu visualizar por causa da neblina com fumaça. Estamos verificando se houve responsabilidade da concessionária em não fechar a rodovia”, explica o delegado Fábio Machado.

    De acordo com moradores da região, as queimadas são constantes no trecho de divisa entre São José dos Pinhais e Curitiba, muitas delas nos últimos dias. O Corpo de Bombeiros afirma que a grande maioria dos incêndios na região são provocados pela população, agravada pelo fato de o Paraná viver uma das piores estiagem da história.

    O gerente de atendimento ao usuário da concessionária Ecovia, que administra o trecho da BR-277 entre Curitiba e o litoral, Marcelo Belão, afirma que a empresa seguiu o protocolo de casos de neblina ou fumaça na pista. Em entrevista à Gazeta do Povo, ele disse que a viatura da concessionária que faz a inspeção de rotina da rodovia estava transitando no sentido Litoral-Curitiba quando, no quilômetro 76, o operador percebeu a falta de visibilidade e encostou o veículo para fazer a sinalização.

    No mesmo momento, às 22h08, pediu apoio para fazer a sinalização no sentido contrário, Curitiba-Litoral, além de ter solicitado, por rádio, que fossem acionados os bombeiros e a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

    Segundo o gerente, a primeira viatura de apoio chegou às 22h26 e foi nesse lapso de tempo em que as colisões aconteceram. Belão disse que a concessionária seguiu o protocolo em situações como essa, tendo em vista que os reforços foram chamados e que a viatura não poderia atravessar a pista para sinalizar também no sentido contrário. Ele ainda destacou que o fluxo maior era no sentido do litoral para Curitiba, por causa do final de semana.

    O gerente contou ainda que o operador fez acenos para redução de velocidade e foi se dirigindo até o final da fila, para também evitar colisões traseiras. Segundo Belão, o procedimento foi adequado e a prova seria o fato de que não foram registradas batidas no sentido litoral-Curitiba, que tinha tráfego mais intenso.

    Ele disse que nenhum usuário acionou a concessionária para comunicar o problema da visibilidade, o que reforçaria, no entendimento do gerente, a tese de que a viatura da empresa foi a primeira a identificar o problema e que as mudanças nas condições da pista foram repentinas.

    11 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 11 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

    • S

      Sr. Walker

      ± 0 minutos

      Reforçando: pensar em diminuir a velocidade não passou pela cabecinha do ‘profissional’ do volante? Só pensou em chegar logo no destino. E mal tinha iniciado a viagem. Meu Senhor!

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • M

        Meg Litton

        ± 6 horas

        Culpados são estes mal/di/tos que vivem colocando fogo no mato, apesar de saberem dos perigos e da estiagem no estado... Deveriam ser colocados para servir de combustível...

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        • B

          Bernardo Coelho

          ± 18 horas

          Má condição do ambiente não é desculpa pra acidente. O motorista tem o livre arbítrio de determinar a velocidade que ele circula ou decidir parar em algum local.

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

          • F

            Fernando

            ± 20 horas

            “Era como estar vendado em um quarto escuro”... E será que não poderia ter diminuído a velocidade, para uns 20 ou 30 por hora?? Aposto que só haveria gente com alguns ossos quebrados em vez de um monte de mortos!

            Denunciar abuso

            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

            Qual é o problema nesse comentário?

            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

            Confira os Termos de Uso

            1 Respostas
            • S

              Sr. Walker

              ± 3 minutos

              Belo ‘profissional’ do volante. Contudo é assim que a grande maioria deles se comporta na estrada. Parece que querem vingar-se de alguma coisa. É assustador.

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

          • L

            Leitor Da Gazeta

            ± 20 horas

            ninguém enxergava nada mas continuou dirigindo. Talvez eu pensaria da mesma forma "já vou conseguir passar e logo sigo viagem" mas depois desse acidente terrível eu nem sei o que farei se me encontrar na mesma situação. Se para o carro no acostamento também corro risco de ser atingido, se saio do carro posso ser atropleado, se sigo andando posso atingir outro. Talvez parar no acostamento, ligar o alerta, pular para trás da mureta ou grade da pista e daí ligar para a concessionária?

            Denunciar abuso

            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

            Qual é o problema nesse comentário?

            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

            Confira os Termos de Uso

            • A

              Armando

              ± 22 horas

              Tinha que fazer operação comboio como a ecovias faz em SP...nem parecem a mesma concessionaria.

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

              • A

                Afonso Celso Frega Beraldi

                ± 22 horas

                Investigar, prender, julgar, processar, sentenciar quem colocou fogo no mato.

                Denunciar abuso

                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                Qual é o problema nesse comentário?

                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                Confira os Termos de Uso

                • S

                  Sr. Walker

                  ± 23 horas

                  E ele pensou em diminuir a velocidade? Duvido.

                  Denunciar abuso

                  A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                  Qual é o problema nesse comentário?

                  Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                  Confira os Termos de Uso

                  • L

                    Leandro

                    ± 23 horas

                    Um show de imprudências, os motoristas dirigindo as cegas, a concessionária permitindo o tráfego, a culpa é da imprudência e passividade de todos os envolvidos no cenário.

                    Denunciar abuso

                    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                    Qual é o problema nesse comentário?

                    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                    Confira os Termos de Uso

                    • V

                      Valter Luiz Demenech

                      ± 23 horas

                      Nosso país infelizmente não é sério!!! Nesse momento ninguém assume a culpa!!! Provavelmente a culpa é do além!!!!!!

                      Denunciar abuso

                      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                      Qual é o problema nesse comentário?

                      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                      Confira os Termos de Uso

                      Fim dos comentários.