Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Vídeo: | RPC TV
Vídeo:| Foto: RPC TV

Mulheres têm PC mais sujo

Uma pesquisa realizada pelo microbiologista Charles Gerba, da Universidade do Arizona, revela que teclados e mouses usados por mulheres contêm de três a quatro vezes mais bactérias do que os usados por homens. De acordo com o estudo, as mulheres deixam sobre a mesa maquilagem, doces e pacotes de bolacha com freqüência maior que os homens, o que contribui para criar colônias de bactérias. Mulheres também colocam sobre sua mesa de trabalho anéis, brincos e colares, acessórios que retêm suor e que acabam infectando as estações.

"Celular cascão"

Dentre os aparelhos tecnológicos, não é só o computador que tem fama de ser sujo. De acordo com uma pesquisa inglesa, os celulares juntam mais bactérias que maçanetas, teclados e solas de sapatos. Os microorganismos encontrados nos aparelhos são em grande parte do tipo que se alimenta de restos de pele. Elas encontraram no celular um ambiente que reúne calor, do aparelho e do corpo humano, com umidade, da saliva do usuário.

Serviço: Dados completos do estudo em www.emediawire.com/releases/2007/1/emw497735.htm.

Desde criança, as pessoas aprendem a importância da higiene para evitar a transmissão de doenças e outros inconvenientes. Um assunto que deveria entrar no programa de aulas das escolas é o cuidado com a limpeza do computador, porque não é difícil encontrar máquinas encardidas por aí. O problema é que o excesso de sujeira, além de trazer problemas respiratórios e dermatológicos, também prejudica o desempenho do micro.

Existem diversas pesquisas que mostram que teclado e mouse têm mais bactérias e fungos do que um vaso sanitário, como os estudos pioneiros do microbiólogo Charles Gerba, da Universidade do Arizona (Estados Unidos). Isso porque as pessoas costumam comer na frente do PC e não o limpam com tanta freqüência como limpam o banheiro. Desta forma, há o risco de contrair enfermidades leves, pneumonia ou septicemia (infecção geral grave do organismo).

Como se já não bastasse, a imundície pode piorar o desempenho do PC. Quando o cooler de um processador está tomado de poeira, por exemplo, há o risco de o processador superaquecer, o que pode causar travamentos inexplicáveis e até perda de trabalhos ou do sistema operacional, como explica Mario Suchara, administrador de redes da empresa Delta Cable. "Para resfriar o processador, o cooler possui um dispersor de calor normalmente de alumínio ou cobre e com muitas ranhuras. O ideal é limpar as ranhuras a cada dois meses", orienta.

Em geral, os fabricantes recomendam nos manuais de instrução limpar a parte externa dos equipamentos de informática com um pano úmido e sabão neutro, sem produtos químicos de limpeza. Porém, Leandro Amim, consultor da E-Net Security Solutions, diz que é possível usar produtos que não contenham amônia. "Existe também aquela pasta de limpeza, mas eu não a recomendo porque ela pode amarelar as peças", acrescenta. Aliás, o mercado está cheio de acessórios específicos para limpeza de computadores, como miniaspirador e tubo de ar comprimido, que devem ser usados com cautela, para evitar o desprendimento de peças pequenas.

Segundo Amim, para limpar o teclado dá para usar uma escovinha ou um pincel, além do pano. Nos mouses de tração, que têm aquela bolinha, o jeito é abrir a tampa inferior e limpar as roldanas, para melhorar o desempenho do acessório. Quando o mouse for óptico, a limpeza deve ser só por fora.

Limpar o monitor exige alguns cuidados extras. Evite usar pano molhado, pois se a água cair dentro do equipamento pode ocorrer um curto-circuito. Monitor que tem tela anti-reflexiva não pode ser limpo com álcool, sob pena de estragar a proteção. Quando o equipamento tem tela LCD, a limpeza não pode ser feita com muita pressão, para não deixar marcas irreversíveis.

Além de manter o computador limpo fisicamente, convém deixá-lo organizado e limpo virtualmente, mais uma vez em prol do desempenho. "Mantenha a área de trabalho limpa, com poucos ícones, imagens de fundo leves e procurando evitar muitos enfeites. Se é enfeite, lembre-se que ele ocupa memória, processamento e espaço", explica Suchara. Para tanto, use as ferramentas de limpeza de disco, apague arquivos da lixeira e desinstale programas não usados. Outra recomendação é começar tudo do zero de vez em quando, opina Leandro Amim. "O Windows é degradável e com o tempo vai ficando ruim, por isso a solução é formatar o disco de tempos em tempos." Isso sem esquecer de fazer um backup para salvar os arquivos importantes, claro.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]