Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | KARIM SAHIB/AFP
| Foto: KARIM SAHIB/AFP

Dias depois de a rival americana Boeing comemorar os 50 anos do legendário 747, a europeia Airbus anunciou que vai parar de produzir o superjumbo A380, o maior avião de passageiros do mundo.

A empresa tomou a decisão após a Emirates, maior cliente do jato de quatro motores -capaz de transportar mais de 800 passageiros numa configuração apenas com a classe econômica-, reduzir seus pedidos e substituí-los pelos menores e mais econômicos A350 e A330neo. 

A companhia do Oriente Médio tem cem A380 em sua frota.

LEIA TAMBÉM: Volvo anuncia mais R$ 250 milhões em investimentos

Segundo a Airbus, o último superjumbo será entregue em 2021. A companhia informou que vai entrar em contato com os sindicatos nas próximas semanas para definir o destino dos cerca de 3.500 funcionários que serão potencialmente afetados com o fim da produção da aeronave.

O fim da era do A380 foi decretado menos de 12 anos após a entrega da primeira aeronave, para a Singapore Airlines, em outubro de 2007. 

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]