O preço da cerveja vem recuando desde novembro na porta de fábrica. No entanto, a bebida tem ficando mais cara para o consumidor mês a mês. Os aumentos sucessivos ocorrem nos supermercados desde julho do ano passado, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Ontem, a fabricante de bebidas Ambev informou que não reajustará os preços de suas cervejas até o final da Copa do Mundo de Futebol, que ocorrerá entre os dias 12 de junho e 13 de julho. A ação, chamada de "Copa sem Aumento", tem como meta obter a adesão de meio milhão de pontos de venda no Brasil, explicou a empresa em nota. A companhia já tinha realizado campanha semelhante no início de dezembro, chamada "Verão sem Aumento", que congelou os preços das cervejas da companhia no período de maior venda para o setor.

O Índice de Preços ao Produtor (IPP) de fato mostrou que o setor fabricante de bebidas registra deflação desde novembro.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]