i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Combustíveis

ANP admite que governo controla oferta de diesel após parada da Repar

A agência autorizou a Petrobras a usar um duto que transporta petróleo para operar com diesel importado, para evitar desabastecimento

  • PorReuters e Cíntia Junges
  • 10/12/2013 15:33

A Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) afirmou que a oferta de diesel está sendo controlada no Sul do país, com uma corrida de distribuidoras tentando comprar mais combustível devido à paralisação da Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), afirmou à Reuters a diretora-geral da ANP, Magda Chambriard. "Estamos tentando evitar corrida... com controle da oferta", disse Magda nesta terça-feira (10).

A ANP autorizou a Petrobras a usar um duto que transporta petróleo para operar com diesel importado, para evitar desabastecimento, diante do incêndio que afetou a refinaria no Paraná ao final de novembro. O diesel importado já está sendo bombeado no duto, para ser transportado na quinta-feira, o que deverá normalizar o mercado da região, disse Magda.

A informação havia sido divulgada nesta terça pela Gazeta do Povo, após ouvir donos de postos de combustíveis. Um deles, o empresário Carlos Eduardo Pedrazzoli conta que desde a semana passada a distribuidora com a qual trabalha vem entregando menos combustível. A reserva que ele tinha para aproximadamente três dias acabou na segunda. Com o fim do estoque e um consumo médio diário de 25 mil litros, Pedrazzoli diz que hoje (terça) pode faltar combustível ao longo do dia, caso o volume entregue seja novamente menor que o pedido.

O presidente do Sindicato dos Donos de Postos de Combustíveis (Sindicombustíveis), Roberto Fregonese, não descarta a possibilidade de falta pontual de combustível em alguns postos do Paraná e Santa Catarina, mas disse que por enquanto não há notícias de postos totalmente secos. Desde a semana passada as distribuidoras iniciaram medidas de contingenciamento que incluem o racionamento conforme a média diária de retirada de cada posto e disponibilidade dos produtos.

Em meio à parada da produção e ao desafio de manter o abastecimento, a Petrobras também enfrenta a ameaça de greve dos trabalhadores da refinaria por condições mais seguras de trabalho. Uma paralisação pode ocorrer de quarta para quinta-feira, segundo o sindicato.

A retomada total da produção na refinaria pode ir além do que estima a Petrobras, complicando ainda mais o cenário do abastecimento nos mercados atendidos pela refinaria. A empresa, que só tem se pronunciado por meio de notas e nega qualquer prejuízo no abastecimento, disse que o retorno da operação está previsto para o dia 17 de dezembro, mas o Sindicato dos Petroleiros do Paraná e Santa Catarina (Sindipetro PR-SC) considera a previsão muito otimista. Segundo o Sindipetro, o reinício da produção com capacidade total deve levar, no mínimo, mais 20 dias.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.