Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Muzzi apresenta seu produto ao presidente uruguaio, José Mujica | Divulgação
Muzzi apresenta seu produto ao presidente uruguaio, José Mujica| Foto: Divulgação

A onda que vem transformando a bicicleta em opção viável ao caos no trânsito também abre oportunidades para empresas que, além do lucro, buscam contribuir para tornar as cidades um lugar melhor. O designer e artista plástico uruguaio Juan Muzzi, radicado no Brasil, criou um quadro de bicicleta a partir do lixo. Batizado de MuzziCycles, o produto é feito a partir de 120 garrafas PET recicláveis.

"Não vendemos bicicleta, vendemos um conceito que tem a ver com a realidade do nosso planeta. O projeto tem cunho social e ecológico e busca transformar o problema do lixo em um produto contemporâneo, poupando recursos minerais e evitando a emissão de carbono", resume o inventor.

Muzzi dedicou mais de dez anos para desenvolver a bicicleta até chegar à versão final, que a partir de setembro será produzida em escala industrial em sua empresa, em São Paulo. "Não sei dizer ao certo o quanto investi até hoje porque nunca fiz as contas. Mas deve passar de R$ 3 milhões", diz. Muzzi, que também é piloto de aviões, vendeu a própria aeronave para investir no projeto – apenas o equipamento que molda o quadro custou R$ 1 milhão.

Além das garrafas PET, Muzzi também espera usar outros materiais à base de resinas plásticas, como para-choques de carros, embalagens de xampu e outros produtos que acabam indo parar nos aterros como lixo. "Estou negociando com grandes empresas na perspectiva de receber o material reciclável e, em contrapartida, doar as bicicletas para quem não tem acesso", conta o artista.

A meta da Muzzi Cycles é fabricar anualmente 132 mil unidades, o que representa 15,8 milhões de garrafas recicladas, com economia de quase 1 milhão de litros de petróleo, num processo que evita a emissão de 2,7 mil toneladas de gás carbônico.

Para o público geral, cada quadro será vendido pelo site www.muzzicycles.com.br por cerca de R$ 200, mas o preço pode cair pela metade se o interessado levar suas próprias garrafas. O produto tem patente mundial e garantia de dez anos.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]