Autoridades da União Europeia rejeitaram rapidamente as novas promessas de reforma da Grécia nesta terça-feira (9), dizendo que as propostas não bastam para liberar os fundos de que Atenas necessita urgentemente para evitar um calote de suas dívidas. Apesar dos sinais de que o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, está adotando um tom mais conciliador à medida que o tempo para se chegar a um acordo se esgota, as autoridades de Bruxelas não demoraram a declarar que os credores da Grécia não aceitam as mais recentes propostas sobre impostos, dívida e orçamento.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]