i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Curitiba

Bancários fazem paralisação em 21 agências do Centro

  • PorCélio Yano
  • 23/09/2008 06:05

Agências que ficarão fechadas até o meio-dia desta terça-feira (23)

UnibancoLuiz Xavier, 79Esquina das Marechais Floriano e DeodoroMarechal FlorianoCarlos GomesCaixa Econômica FederalCarlos GomesPraça ZacariasItaúMuricyRua das FloresMonsenhor CelsoXV de NovembroBradescoRua das FloresMonsenhor CelsoMarechal DeodoroBanco do BrasilTiradentesMuriciCarlos GomesBanco RealXV de Novembro, 268XV de Novembro, 178Banco SantanderXV de Novembro, 290Marechal DeodoroMercantilXV de Novembro

Bancários de 21 agências do Centro de Curitiba mantiveram as atividades paralisadas na manhã desta terça-feira (23), deixando apenas o auto-atendimento à disposição dos clientes (veja relação de agências ao lado). Por volta do meio-dia, todas as unidades bancárias voltaram a funcionar normalmente, de acordo com o Sindicato dos Bancários de Curitiba e Região.

O protesto é contra o que o sindicato considera retrocesso nas negociações da campanha salarial, que acontecem desde a semana passada entre a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) e a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf), entidade de congrega os sindicatos dos bancários.

"Os banqueiros querem diminuir o auxílio-creche, a estabilidade pré-aposentadoria e o vale-transporte, direitos garantidos na Convenção Coletiva de Trabalho", diz nota do sindicato enviada à imprensa.

Além da manutenção dos direitos, os bancários pedem um reajuste salarial de 13,23% (5% de aumento real mais a reposição da inflação); participação nos lucros, com pagamento de três salários do trabalhador mais R$ 3,5 mil fixos; aumento progressivo em três anos do piso salarial, que passaria dos atuais R$ 983 para R$ 2.072 – valor foi estipulado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese); aumento nas contratações; plano de cargos e salários em todos os bancos; e mais segurança nas agências.

Na segunda-feira (22), 12 agências tiveram o início do expediente atrasado pelo sindicato. "Infelizmente, os bancos só conhecem esta forma de tratamento: pressão e intransigência. É desta forma que agem conosco nos bancos e desta forma que nos obrigam a agir durante a Campanha Salarial", afirmou, em nota, Otávio Dias, presidente do Sindicato dos Bancários de Curitiba e Região.

Porta do Inferno

Nesta terça-feira, a faixa temática "porta da inferno" cobrirá a entrada da agência HSBC Palácio Avenida, na Avenida Luiz Xavier. Nas últimas semanas, o mesmo adereço foi utilizado na agência do Banco do Brasil do Seminário, duas vezes na agência do Unibanco na esquina das Marechais, e no HSBC do Alto da XV.

De acordo com o sindicato, os protestos ocorrem em todo o país e devem continuar ao longo da semana.

Procurada pela reportagem, a Fenaban não detalhou as propostas, mas informou que ainda está em processo de negociação, sem um acordo definido, e que, portanto, não compreende a manifestação dos bancários. Todos os pontos reivindicados pela categoria, segundo a entidade, são alvo de propostas que serão apresentadas à Contraf.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.