i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Curitiba

Bancários retardam abertura do Unibanco na esquina das Marechais

  • PorMarcos Paulo de Maria - Gazeta do Povo
  • 17/09/2008 06:32

Um grupo de bancários realizou uma manifestação, em frente à agência do Unibanco, na esquina das avenidas Marechal Floriano Peixoto e Marechal Deodoro da Fonseca, no Centro de Curitiba, por volta das 8 horas desta quarta-feira (17). Com faixas de protesto, cerca de 25 funcionários de vários bancos reclamaram da falta de segurança e das más condições de trabalho. De acordo com o Sindicato dos Bancários de Curitiba e Região Metropolitana, o Unibanco foi escolhido por ser a instituição que menos oferece segurança aos funcionários e clientes.

O membro do sindicato e funcionário do Unibanco Júnior César Dias afirma que das 17 agências da instituição, apenas duas têm porta giratória com detector de metais. "A direção do banco deve estar esperando acontecer uma tragédia para instalar essas portas", diz.

Na agência onde ocorreu o protesto não há porta giratória, nem câmeras de vigilância. Apenas um vigilante armado faz a segurança. "A direção do banco diz que a agência está em reforma, mas se não há segurança ideal para atender os clientes, essa unidade não deveria estar atendendo", contesta Marco Aurélio Cruz, diretor administrativo do sindicato e funcionário do HSBC. A manifestação teve apoio dos clientes e usuários do banco. "A falta de segurança aqui é uma vergonha", disse uma cliente.

As câmeras de segurança das agências de Curitiba são outra reclamação. Dias afirma que as imagens são precárias. Ele recorda o caso da cabeleireira Rosângela Costa, 40 anos, assassinada a tiros dentro do Bradesco, na Vila Hauer, no final de agosto. As imagens do assassinato, cedidas pelo banco à Delegacia de Homicídios, eram tão ruins que a polícia não conseguia sequer identificar a vítima.

Para Frankie José de Souza, cliente do Banco do Brasil do Alto da XV, onde o ítalo-brasileiro Florelino Ranghetti, 43 anos, fez um saque e foi morto numa rua próxima, a segurança dos bancos deveria ir além de câmeras e portas com detectores de metal. "Meu cunhado foi assaltado dentro da empresa onde trabalha após sacar R$ 10 mil no HSBC. O crime aconteceu longe da agência, mas ele foi seguido. Onde fica a responsabilidade da segurança pública? O que falta é um policiamento decente e efetivo."

A manifestação dos bancários continua nesta quinta-feira. O local ainda não foi definido, mas segundo o sindicato deve ocorrer no Alto da XV ou no Portão. A direção do Unibanco, em Curitiba, informou que o banco atente às normas de segurança estipulada pela Polícia Federal e que as agências da instituição na capital cumprem o que está previsto na legislação. A Federação Brasileira dos Bancos (Febrabam) e a Secretaria de Segurança do Estado não se manifestaram.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.