i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Na BM&F

Banco Fortis leva todos os créditos de carbono em leilão

  • PorO Globo Online
  • 26/09/2007 15:51

Entenda o que é o crédito de carbono

Os créditos de carbono foram instituídos pelo Protocolo de Kyoto, documento assinado em 1997 pelos países da Organização das Nações Unidas como mecanismo para controlar a interferência humana no clima mundial. O acordo permitiu que as nações que não estivessem dispostas a cortar suas emissões de gases causadores do efeito estufa pagassem por isso, "comprando" as reduções de emissões de outros países.

Leia a matéria completa

A Bolsa de Mercadorias e Futuros foi palco nesta quarta-feira do primeiro leilão de créditos de carbono do mundo. O holandês Fortis Bank NV/SA arrematou todo o volume oferecido, pagando 16,20 euros por tonelada de carbono equivalente, com ágio de 27,5% sobre o preço inicial de 12,70 euros.

Ao todo, foram ofertados 800.450 créditos de carbono da prefeitura de São Paulo, gerados pelo Aterro Sanitário Bandeirantes. O Fortis desembolsou mais de 13 milhões de euros, ou R$ 34,5 milhões, pelo negócio.

Os recursos irão para o caixa da prefeitura, que se comprometeu a usar o dinheiro nas regiões de Perus e Pirituba, na Zona Norte, vizinhas do aterro.

Após o leilão, a prefeitura anunciou um pacote de projetos para a área do entorno do aterro, com investimento total de R$ 48 milhões.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.