Os índices Dow Jones e Standard and Poor's 500 encerraram esta terça-feira com discretas oscilações, conforme investidores aguardaram para ver se o Federal Reserve (banco central norte-americano) oferecerá novos estímulos econômicos e se a Grécia fará progresso nas negociações para evitar um default.

O Dow Jones, referência da Bolsa de Nova York, avançou 0,07 por cento, para 11.408 pontos. O índice Standard & Poor's 500 teve desvalorização de 0,17 por cento, para 1.202 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq caiu 0,86 por cento, para 2.590 pontos.

Em sua sessão de menor volume desde o fim de agosto, o mercado anulou ganhos de cerca de 1 por cento obtidos mais cedo conforme investidores evitaram ir para casa com posições longas após a redução na nota do crédito da Itália na noite passada.

Papéis do setor de semicondutores estiveram entre os que exibiram pior performance, com o índice de semicondutores PHLX tendo desvalorização de cerca de 1,3 por cento, o que pesou sobre o Nasdaq, após a Xilinx reduzir suas previsões para o segundo trimestre. A ação da fabricante de chips recuou 4,53 por cento.

Ajudando a amenizar parte do nervosismo quanto à dívida da zona do euro, a Grécia prometeu fazer novos cortes no setor público antes de uma segunda conferência com credores internacionais. Atenas deve persuadi-los a fazer mais empréstimos para evitar que ela entre em moratória no mês que vem.

Espera-se que, ao fim de sua reunião de dois dias na quarta-feira, o Fed anuncie planos de intervir no mercado de títulos de dívida para pressionar para baixo as taxas de juros de longo prazo --já em suas mínimas históricas--, em uma medida conhecida como "Operação Twist".

"Eles estão focando no fato de que muitas pessoas esperam mais do Fed do que vão obter --eles não vão conseguir um novo programa de estímulos", disse diretor administrativo da ICAP Equities, Ken Polcari.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]