i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Via Congresso

Um dia após vetar Renda Brasil, Bolsonaro autoriza novo programa social, diz relator do Orçamento

    • Estadão Conteúdo
    • 16/09/2020 15:28
    Senador Márcio Bittar, relator do Orçamento
    Senador Márcio Bittar, relator do Orçamento| Foto: Roque de Sá/Agência Senado

    O senador Márcio Bittar (MDB-AC), relator do Orçamento de 2021, disse nesta quarta-feira (16) que foi autorizado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) a incluir a criação de um novo programa social no seu relatório. Bittar teve uma reunião com o presidente no Palácio do Planalto durante a manhã e falou com a imprensa após o encontro. Agora à tarde, ele tem encontro com a equipe econômica.

    "Tomei café da manhã com o presidente da República. Agora, antes do almoço conversamos mais um pouco, e eu fui solicitar ao presidente, se ele me autorizava a colocar dentro do Orçamento a criação de um programa social que possa atender milhões de brasileiros que foram identificados ao longo da pandemia e que estavam fora de qualquer programa social. O presidente me autorizou", disse Bittar.

    Na terça-feira (15), Bolsonaro disse que estava proibido de se falar de Renda Brasil dentro do governo até o fim do mandato dele, em 2022. O Renda Brasil era o programa que o governo pretendia criar para substituir o Bolsa Família e o auxílio emergencial a partir de 2021.

    O presidente disse que estava desistindo do programa depois que a equipe econômica começou a defender cortes de outros benefícios para financiar o Renda Brasil. O secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, confirmou que estavam sendo estudadas alternativas como o congelamento de aposentadorias e pensões e a redução do Benefício de Prestação Continuada (BPC).

    Bolsonaro afirmou que as medidas eram "devaneios" e que ele não permitiria retirar dos "pobres para dar aos paupérrimos". Disse ainda que mostraria um "cartão vermelho" a quem lhe apresentasse essa proposta. Até o momento, ninguém da equipe econômica foi demitido.

    Ainda sem detalhes sobre o novo "Renda Brasil"

    Agora, o relator do Orçamento levanta novamente a hipótese de criação de um novo programa social para auxiliar trabalhadores após o fim do pagamento do auxílio emergencial, como era a ideia do Renda Brasil.

    Questionado sobre detalhes do novo programa, Bittar respondeu que ainda precisa conversar com parlamentares e a equipe econômica. "Não adianta agora a gente especular do que vai tirar, de onde que vai cortar, mas estou autorizado pelo presidente, ele me deu sinal verde. E, a partir de agora, vou conversar com os líderes do governo no Senado e na Câmara, conversar com a equipe econômica", disse o senador.

    "A convicção é de que o melhor é que se crie agora (esse programa) para que milhões de brasileiros passem Natal e Ano Novo mais tranquilos", completou.

    Ele também prometeu entregar semana que vem o relatório substitutivo à proposta de emenda constitucional (PEC) do Pacto Federativo. O relatório deve prever algumas medidas de cortes de despesas para abrir espaço no Orçamento do ano que vem, ajudando a financiar o novo programa social.

    2 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 2 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

    • S

      Salo

      ± 0 minutos

      Tem como arrumar dinheiro para este novo projeto deste deputado. Cortem as mordomias, reduzam as dezenas de assessores, cortem viagens de primeira classe pelo mundo etc dos 3 poderes. Dai não atingira os pobres e sobrara dinheiro.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • Máximo 700 caracteres [0]

    • S

      Salo

      ± 0 minutos

      Tem como arrumar dinheiro para este novo projeto deste deputado. Cortem as mordomias, reduzam as dezenas de assessores, cortem viagens de primeira classe pelo mundo etc dos 3 poderes. Dai não atingira os pobres e dobrara dinheiro.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • Máximo 700 caracteres [0]