i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Petróleo

Braga diz que governo defende legislação atual do pré-sal

Ministro de Minas e Energia destacou a importância do regime de partilha e do modelo de operação única da Petrobras

    • Estadão Conteúdo Web
    • 15/02/2016 17:33
    Eduardo Braga: operação única dá à Petrobras a garantia de participação na área do pré-sal. | Marcelo Camargo/Agência Brasil/Fotos Públicas
    Eduardo Braga: operação única dá à Petrobras a garantia de participação na área do pré-sal.| Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil/Fotos Públicas

    O ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, afirmou nesta segunda-feira (15) que a posição do governo é de defesa à legislação atual de exploração do pré-sal. Chegando a seu gabinete, ele falou a jornalistas sobre a importância do regime de partilha e do modelo de operação única da Petrobras.

    “Defendo o modelo de partilha”, disse. “O regime de partilha tem função macroeconômica e é fundamental para viabilizar o fundo social.” Para o ministro, a operação única também é importante, porque dá à Petrobras a garantia de participação na área do pré-sal.

    Presidente global da Shell defende abertura do pré-sal a empresas privadas

    A lei atual garante à Petrobras a exclusividade da operação do pré-sal, mas a pressão para a flexibilização da regra vem aumentando

    Leia a matéria completa

    Atualmente, pela legislação em vigor, a Petrobras é operadora única do pré-sal e tem a obrigação de participar com 30% em todos os campos ainda a serem leiloados. De acordo com Braga, o tema está em discussão no Congresso e vai depender dos parlamentares tomar a decisão final sobre o modelo. Ele não quis responder se o governo vetaria mudanças na legislação do setor.

    Crise

    As afirmações de Braga foram feitas após reunião de coordenação com a presidente Dilma Rousseff. Ele foi questionado se a crise política entrou em pauta no encontro. “Não estamos vivendo neste momento uma crise política. Tivemos momentos bastante estressantes no ano passado, mas estamos em momento de diálogo, de busca de entendimento”, respondeu. Para o ministro, a disputa do cargo de líder do PMDB na Câmara é uma questão de partido e não tem interferência do governo.

    Celg

    Eduardo Braga afirmou ainda que seis consórcios, com empresas nacionais e estrangeiras, manifestaram interesse preliminar em participar do leilão de privatização da Companhia Energética de Goiás (Celg). Segundo ele, a licitação deve ser efetuada em março. “Pelo que eu saiba, o cronograma está de pé”, disse.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.