• 05/11/2019 15:27
Demanda

Montadoras alemãs firmam acordo com Merkel e aumentam incentivo a carros elétricos

  • 05/11/2019 15:27
    • Bloomberg
    Angela Merkel visita fábrica de elétricos da Volkswagen
    Angela Merkel visita fábrica de elétricos da Volkswagen em Zwickau, Alemanha| Foto: Krisztian Bocsi/Bloomberg

    O governo da chanceler Angela Merkel e montadoras alemãs como Volkswagen e BMW concordaram em aumentar incentivos monetários em dinheiro para carros elétricos, intensificando um esforço para se afastar do motor de combustão e reduzir emissões nocivas. O chamado bônus ambiental aumentará 50%, chegando a 6.000 euros (aproximadamente US$ 6.680) por veículo elétrico, e a indústria automobilística continuará a cobrir metade desse custo, afirmou em comunicado o porta-voz de Merkel, Steffen Seibert. As mudanças entrarão em vigor este mês e vão até 2025, de acordo com Bernhard Mattes, presidente de lobby da Associação Alemã da Indústria Automotiva.

    As medidas foram acordadas na noite de segunda-feira (4), em Berlim, entre Merkel e funcionários de montadoras, fornecedores de peças e sindicatos, incluindo os principais executivos de grandes companhias, como Volks, BMW e Daimler. Com a medida, "será possível fornecer suporte para 650.000 a 700.000 veículos elétricos", disse Seibert.

    O Programa de Proteção Climática 2030 de Merkel , apresentado em setembro, tem como meta até 10 milhões de carros elétricos nas estradas alemãs naquele ano, o que a maioria dos especialistas em automóveis afirma ser irrealista, mesmo com subsídios generosos. No início do ano, eram cerca de 420.000 veículos elétricos e híbridos na frota alemã, que conta 47 milhões, segundo o Centro de Pesquisa Automotiva da Universidade alemã de Duisburg-Essen.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.