Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Abatedouro no Paraná: habilitações devem aumentar vendas à China | Arquivo / Gazeta do Povo
Abatedouro no Paraná: habilitações devem aumentar vendas à China| Foto: Arquivo / Gazeta do Povo

Brasília e São Paulo - Depois da abertura do mercado para a carne suína brasileira, os chineses também decidiram ampliar o número de frigoríficos autorizados a exportar carne de frango e carne bovina para o país.

O governo chinês autorizou a importação de carne de frango de 25 indústrias brasileiras. Com isso, o Brasil passa a ter 50 estabelecimentos habilitados para vender o produto, segundo o Ministério da Agricultura. No caso da carne bovina, mais cinco foram autorizados a exportar para a China. Até então, apenas três frigoríficos estavam habilitados. Segundo o ministro Wagner Rossi, da Agricultura, o acordo foi fechado durante a missão comercial da presidente Dilma Rousseff à China, na semana passada. Ainda na semana passada, os chineses anunciaram a abertura do seu mercado para a carne suína brasileira, com três dos 13 frigoríficos inspecionados pelos chineses habilitados a exportar.

A China importa por ano cerca de US$ 1 bilhão em carne de frango. No ano passado, segundo o ministério, o Brasil exportou para os chineses cerca de US$ 219 milhões do produto. Porém, segundo o governo chinês, a China importou um total de US$ 530 milhões de carne de frango do Brasil nesse período. A diferença nos números se dá porque os chineses contabilizam os produtos que entram via Hong Kong. Boa parte desses volumes saiu do Paraná, o principal exportador brasileiro de frango.

A estimativa da Ubabef (que reúne produtores de frango) para as exportações do produto à China este ano é de 160 mil toneladas – 23% a mais que no ano passado. Caso a habilitação de mais 25 indústrias se confirme, o volume embarcado pode subir para 200 mil toneladas em 2011.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]