i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Boletim

Pacote para o e-commerce

  • PorFernando Jasper (interino)
  • 27/07/2013 21:06
 | André Rodrigues/ Gazeta do Povo
| Foto: André Rodrigues/ Gazeta do Povo

AGENDA

Neste domingo (28) e na segunda-feira (29) Curitiba recebe a terceira edição da feira de brinquedos Expobrink, com vistas ao Dia das Criaças e ao Natal. O evento, voltado a profissionais e lojistas do setor, vai das 10h às 20h no Expo Unimed. Informações em www.expobrink.com.br.

Profissionais do setor elétrico discutem na segunda (29) e na terça-feira (30), em Curitiba, os "Desafios do Setor Elétrico frente aos novos cenários", tema de um workshop organizado pela Associação Brasileira de Manutenção e Gestão de Ativos (Abraman). O encontro será no hotel Bourbon, no Centro. Informações pelo e-mail abraman-pr.sc@abraman.org.br e pelo site www.abraman.org.br.

Panificadores e confeiteiros estão convidados para a Semana Tecnológica da Panificação, de 12 a 16 de agosto. Na programação há dez oficinas gratuitas com 300 vagas. A iniciativa é de várias organizações (Comitê Boulanger, Sebrae-PR, Centro Europeu, ITPC, SIPCEP, Senac, Senai e Prática). Informações pelo fone (41) 3254-8775 ou pelo e-mail sipcep@sipcep.org.br.

A FBits, empresa de Curitiba especialista em soluções de tecnologia para comércio eletrônico, se reposicionou nesse mercado e está anunciando sua nova marca: a FBits eCommerce One Stop Shop, primeira do país a fornecer todos os serviços para o segmento, para médios e grandes varejistas. Até então, a FBits oferecia às empresas do e-commerce ferramentas para parte do processo de venda via internet – coisas como consultoria para implementação da empresa, inteligência de vendas e marketing, ferramenta de busca, sistema de pagamentos e gerenciamento de campanhas de e-mail marketing. Para fechar o ciclo, a empresa passa a oferecer também a gestão de centros de distribuição e o atendimento ao consumidor. Segundo Rodrigo Schavini (à direita na foto), sócio da empresa junto com Tiago Girelli, a integração dos processos pode trazer uma economia de até 30% para quem busca uma estrutura profissional. Schavini falou com o repórter João Pedro Schonarth sobre o reposicionamento da marca.

O que muda com o reposicionamento?

O conceito de One Stop Shop é antigo e muito usado nos Estados Unidos, e significa oferecer em um só lugar tudo de que o cliente precisa. No nosso caso, estamos oferecendo agora tudo para a operação de e-commerce. Essa reestruturação é definitiva, para podermos dar escala ao atendimento e fazer a empresa crescer. O nosso sistema de centro de distribuição, por exemplo, permite que o consumidor saiba em tempo real quantos dias o produto leva para chegar a sua casa, com base no estoque no momento.

Como vão funcionar as operações do centro de distribuição e do atendimento?

Nosso centro de distribuição local é alugado, mas, no caso de clientes em outras partes do país, levamos a nossa operação. Usamos a estrutura do cliente e operamos o sistema. O serviço de atendimento fica conosco mesmo. Temos sete pessoas operando esse sistema.

Quantos clientes já usam o serviço de One Stop Shop?

Por enquanto nenhum cliente usa o processo inteiro. Dois clientes já contrataram a solução de centro de distribuição e outros dois só de call-center. O plano é fechar o ano com seis empresas usando todas as soluções. Hoje atendemos 110 clientes e pretendemos chegar a 200 até o fimdo ano.

A integração dos processos em uma só empresa pode trazer economia?

A centralização facilita a vida do cliente. Grandes empresas de e-commerce contratam, para todas as etapas necessárias para manter a loja virtual em funcionamento, de sete a 12 empresas. Isso traz dificuldade, porque os processos precisam se conversar para andar juntos. O One Stop Shop permite uma economia de até 30% para uma estrutura profissional.

* * * * *

Copel dentro, agricultores fora

O Cade, órgão que cuida da defesa da concorrência no Brasil, aprovou na semana passada a entrada da Copel, com 30% do capital, no consórcio Geração Céu Azul. Comandada pela Neoenergia, a sociedade vai construir e operar a hidrelétrica de Baixo Iguaçu, no Sudoeste.

Licitada em 2008, a usina – de R$ 1,6 bilhão – só começa a ser construída agora, depois que a Neoenergia e os governos federal e estadual removeram uma série de obstáculos de ordem ambiental e judicial. O que ainda falta ao negócio é a aprovação dos agricultores atingidos pelo reservatório, que protestam contra a indenização oferecida pela Neoenergia.

Os produtores chegaram a bloquear o acesso ao canteiro de obras e agora estão acampados em uma propriedade vizinha. Eles querem receber pelo menos R$ 120 mil por alqueire alagado pelo reservatório, mas na maioria dos casos a empresa não ofereceu nem metade disso.

"Com o veto, a União passa a se apropriar indevidamente de mais de R$ 3 bilhões ao ano que seriam importantíssimos para as empresas, em um momento em que o setor produtivo luta para recuperar a competitividade."

Edson Campagnolo, presidente da Fiep, sobre o veto de Dilma Rousseff ao fim de uma multa adicional de 10% do FGTS nas demissões sem justa causa.

Cresce que é uma beleza

A rede Expert Beauty Center abre na quinta-feira seu sexto salão de beleza em Curitiba. Com mil metros quadrados, o espaço fica no bairro Cabral, ao lado do novo restaurante Kharina, com quem compartilha um estacionamento de 200 vagas. Entre 65 e 70 profissionais vão trabalhar na unidade, elevando para 800 o total de colaboradores – funcionários e autônomos – da rede. O salão também vai abrigar uma loja da grife curitibana Lafort.

A expectativa dos donos da Expert, os irmãos José e Adir Hillani, é de fechar o ano com uma expansão de 30% nas receitas. A ideia deles é abrir o sétimo salão em 2014, no Jockey Plaza Shopping Center, no Tarumã. A rede tem hoje dois salões dentro de shoppings, no ParkShopping Barigüi e no Palladium.

Negócios na geladeira

A lentidão da economia esfriou os movimentos de fusão e aquisição. O número de operações caiu 1,5% no primeiro semestre, para 397 negócios em todo o país, segundo a PwC. O maior número de transações ocorreu no setor de TI (56), seguido por serviços (47) e varejo (40).

Para simplificar

A burocracia para abrir e fechar empresas costuma ser apontada como um dos motivos da baixa produtividade da economia brasileira. Mas pelo menos a abertura de um negócio – que muitas vezes leva mais de 100 dias – deve ficar mais simples e rápido a partir da implantação do Redesim. O sistema vai integrar diferentes órgãos de registro, municipais, estaduais e federais.

O Redesim é o principal tema da pauta de um encontro que os presidentes das Juntas Comerciais de todos os estados terão na terça-feira, em Brasília, com o ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Afif Domingos.

R$ 75 milhões é quando o Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP) investiu na compra de quatro portêineres. Fabricados na China, eles devem ser entregues em junho de 2014. Com os equipamentos, usados para movimentar os contêineres, o TCP vai se tornar o terminal com o maior parque de portêineres do Sul do país, com 10 unidades.

Tão Devassa quanto

A Cervejaria Devassa da Rua Itupava, no Alto da XV, foi inaugurada há pouco menos de quatro meses. Mas, em termos de faturamento, já está quase "empatando" com a unidade da Praça da Espanha, a primeira da franquia em Curitiba. As duas casas recebem estão recebendo cerca de 14 mil pessoas por mês, na maioria mulheres (55% do total).

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.