| Gerson Kleina/ Tribuna do Paraná
| Foto: Gerson Kleina/ Tribuna do Paraná

Por causa do feriado em Curitiba nesta quinta-feira (8), Dia de Nossa Senhora da Luz dos Pinhais, as agências bancárias que ainda não aderiram à greve permaneceram fechadas. O Sindicato dos Bancários aproveitou o momento para reforçar a greve nas cidades da Região Metropolitana de Curitiba (RMC). Agências de Araucária, Fazenda Rio Grande, Lapa, Campo Largo, Pinhais, São José dos Pinhais, Alto Maracanã e Colombo estão paralisadas, além da Central de Atendimento do Banco do Brasil (CABB).

De acordo com o sindicato, a intenção é fazer com que aumente a adesão à greve da categoria na RMC para que façam parte da paralisação que é nacional. Os bancários estão parados desde a terça-feira (6) e não têm previsão de voltarem ao trabalho. Na terça-feira, Curitiba foi afetada principalmente na região central e no Hauer e Parolin.

Conforme explicou o sindicato, serviços feitos nos caixas eletrônicos permanecem mantidos e não deve faltar dinheiro. A categoria recusou a proposta de aumento salarial de 6,5% ofertada pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) e resolveu cruzar os braços. A categoria pede reajuste de 15%, que corresponde à inflação do período mais um aumento de 5%.

O primeiro dia de greve dos bancários em todo o Brasil foi considerado, pelo sindicato, como o maior da história. Desde a terça-feira, pelo menos 7.359 agências, centros administrativos, Central de Atendimento (CABB) e Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) tiveram as atividades paralisadas. Os números atualizados ainda não foram divulgados.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]