i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
crise

Confiança da zona do euro volta a recuar

Uma piora do sentimento em todos os setores, incluindo o de serviços, derrubou o índice de confiança da Comissão Europeia para 87,9 pontos em julho ante 89,9 em junho

  • PorReuters
  • 30/07/2012 05:35

O sentimento econômico na zona do euro recuou de novo em julho, conforme a economia do bloco aprofunda sua queda e gerentes de fábricas e empresários se tornam mais pessimistas, com as discussões sobre uma possível saída da Grécia do bloco monetário provavelmente na linha de frente das preocupações.

Uma piora do sentimento em todos os setores, incluindo o de serviços, derrubou o índice de confiança da Comissão Europeia para 87,9 pontos em julho ante 89,9 em junho, de acordo com dados divulgados nesta segunda-feira. O sentimento empresarial caiu pelo quinto mês seguido.

Economistas consultados pela Reuters esperavam uma queda do sentimento econômico para 88,7 pontos na pesquisa mensal com os 17 países que usam o euro.

A crise da dívida europeia de dois anos e meio afetou a frágil confiança que já havia sido bastante danificada pela crise financeira de 2008/09 e agora sofre com as preocupações de que a endividada Grécia pode deixar o euro e de que Espanha e Itália possam precisar de resgates que o bloco mal pode garantir.

Depois de a economia da zona do euro ter estagnado no primeiro trimestre e provavelmente contraído no segundo, os dados de sentimento apontam para uma contração maior no terceiro trimestre. Para o ano de 2012, a expectativa é de que a economia contraia 0,3 por cento, prevê o Fundo Monetário Internacional (FMI).

Em um sinal de que o impacto da crise está sendo sentido em todo o bloco e não apenas na endividada região mediterrânea, o sentimento caiu com força ma Alemanha, maior economia do bloco, e na França.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.