i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Fecombustíveis

Consumo de álcool pode cair até 50% em 15 dias

Disparada do preço deve fazer o consumo do produto nos postos despencar entre 40% e 50% nos próximos 15 dias

  • PorGlobo Online
  • 02/03/2006 15:00

Com a recente disparada dos preços do álcool nas bombas, o consumo do produto nos postos poderá despencar entre 40% e 50% nos próximos 15 dias. A estimativa é do diretor técnico da Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e Lubrificantes (Fecombustíveis), Aldo Guarda.

Segundo Guarda, ainda não é possível fazer uma estimativa da redução das vendas desde esta quarta-feira, quando foi aprovada a redução da adição de anidro na gasolina na proporção de 25% para 20%.

- Muitos consumidores, sabendo que os preços iriam aumentar diante da ampla divulgação de informações pela imprensa, podem ter corrido para abastecer e antecipado a compra. O consumo, no entanto, irá despencar quando eles tiverem que voltar nos postos dentro de alguns dias para reabastecer e perceber que o uso do álcool já não é vantajoso - disse.

Com a redução da mistura, os preços da gasolina também estão aumentando. De acordo com Guarda, este fato é percebido mais facilmente em cinco estados: Bahia, Ceará, Paraná, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e São Paulo.

- Quando você reduz o volume de álcool na gasolina e substitui esta quantia por gasolina A, acaba aumentando a carga tributária de Cide, PIS e Confins. Nestes estados (citados acima), há aumento também da incidência de ICMS - explica, referindo-se às regiões que importam o combustível de outros estados, como o Rio de Janeiro.

O Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Lubrificantes e Lojas de Conveniência do Município do Rio de Janeiro (Sindcomb) ainda não tem dados sobre redução do consumo entre esta quarta e quinta-feira. Por meio da assessoria de imprensa, o presidente da entidade, José Luiz Mota Afonso, informou que o período é atípico para avaliar o consumo em função do feriado do carnaval.

Quem é o principal responsável pelo aumento dos combustíveis? Participe da enquete

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.