Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Aproximadamente 300 sindicalistas ligados à Força Sindical, uma das maiores centrais sindicais do país, protestaram contra a alta dos juros agora há pouco em frente à sede paulista do Banco Central (BC), na avenida Paulista, principal centro financeiro do Brasil.

Os sindicalistas fizeram um churrasco de sardinhas numa churrasqueira improvisada na calçada do prédio na avenida Paulista, assando pelo menos dez quilos de sardinha. De acordo com a PM, os 300 sindicalistas ocuparam a calçada do BC na avenida Paulista e não chegaram a interromper o trânsito na avenida, que é o mais importante corredor viário da cidade, com acesso a hospitais.

Os sindicalistas da Força Sindical, com apoio da CGT, UGT e CGTB (outras centrais sindicais menores), dizem que as sardinhas simbolizavam os trabalhadores, "que estão sendo engolidos pelos tubarões do mercado financeiro" em função dos elevados juros cobrados no país.

Atualmente, a taxa Selic (juros fixados pelo BC) é de 11,75% ao ano e segundo analistas do mercado financeiro a reunião desta quarta-feira do Copom (Comitê de Política Monetária) do BC deve aumentar um pouco mais a taxa, como forma de desaquecer a economia e reduzir a pressão inflacionária. O mercado estima essa alta entre 0,25 ponto percentual e 0,50 ponto percentual, o que poderá determinar uma taxa Selic entre 12% e 12,25% ao ano, uma das maiores taxas do mundo.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]