i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
energia

Copel começa operação em complexo eólico no RN

Parque eólico tem capacidade de gerar 94 MW a partir de 47 aerogeradores

    • Estadão Conteúdo
    • 26/02/2015 17:05

    A Copel iniciou nesta quinta-feira (26) a operação comercial do complexo São Bento, localizado no Rio Grande do Norte. A unidade tem capacidade instalada de 94 MW, energia gerada a partir de 47 aerogeradores instalados em quatro parques.

    O complexo São Bento é o primeiro passo dado pela Copel no Rio Grande do Norte, estado onde a companhia construirá cinco complexos até 2019. A capacidade instalada da Copel no estado somará 662,5 MW de energia.

    Além do São Bento, outros dois complexos entrarão em operação ainda no primeiro semestre deste ano. É o caso do complexo São Miguel do Gostoso, único do estado que não tem controle integral da Copel - a Voltalia detém 51% de participação no consórcio responsável pelo empreendimento -, e do Brisa Potiguar. A potência instalada dos complexos é de 108 MW e 183,6 MW, respectivamente.

    Com o início das operações previsto para os próximos dois meses, São Miguel do Gostoso e Brisa Potiguar ampliarão a oferta local da Copel em 385,6 MW de energia. O volume, destaca em nota a companhia, representa 18% dos 4 GW de nova capacidade eólica prevista para entrada em operação no Brasil no decorrer de 2015.

    Investimento

    O grupo estatal paranaense, por intermédio da Copel Renováveis, criada em 2013, administra a instalação de 32 parques eólicos no Nordeste e prevê investimento de quase R$ 3 bilhões nos próximos quatro anos.

    Os projetos no Rio Grande do Norte equivalem a 12% da atual capacidade da Copel, de um total de 5.455 MW entre usinas próprias e participações. Além disso, a Copel investe na construção de duas usinas hidrelétricas, a Colíder (300 MW) e a Baixo Iguaçu (360 MW), e mantém estudos para a construção de Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH) e centrais solares.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.