i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
SETOR AUTOMOTIVO

Depois da GM, Volks começa a demitir em unidade de Taubaté (SP)

Sindicato local decreta greve e calcula que pelo menos 50 foram dispensados

    • Agência O Globo
    • 17/08/2015 20:06

    A Volkswagem confirmou na tarde desta segunda-feira (17) que está demitindo na unidade de Taubaté, no interior paulista, onde produz o modelo “up”. A empresa não revelou o total de dispensas, mas o sindicato dos metalúrgicos local calcula que pelo menos 50 trabalhadores “foram surpreendidos” durante o primeiro turno de trabalho com avisos de demissão.

    Segundo o presidente da entidade, Hernani Lobato, ao saber das demissões os funcionários decidiram parar a produção por tempo indeterminado, ou até que a empresa reveja as dispensas e retome as negociações. O sindicalista disse ainda que a montadora comunicou os trabalhadores no mesmo momento que negociava com o sindicato a uma nova proposta para renovação do acordo realizado em 2012, e que tem validade até 2016.

    Ministério Público do Trabalho pede anulação das demissões na GM

    Quase 800 trabalhadores da montadora em São José dos Campos foram demitidos neste mês

    Leia a matéria completa

    A fábrica de Taubaté produz 850 modelos “up“ e emprega 5 mil pessoas em dois turnos. Cerca de 250 funcionários estavam retornando nesta segunda de um período de cinco meses de lay-off (suspensão de contratos de trabalho).

    Por meio de nota, a Volks alegou que as medidas de flexibilização da produção adotadas em 2015 (férias coletivas, lay-off, entre outras) não foram suficientes para adequar a produção à demanda do mercado e que vem negociando com o sindicato uma proposta que permita a adequação necessária da estrutura de efetivo e de custos da unidade, que são os mais altos da montadora no Brasil. “Apesar de a proposta não ter sido aprovada, continua urgente a necessidade de adequação de efetivo e otimização de custos para melhorar as condições de competitividade de Taubaté”, diz a nota.

    GM

    As demissões em Taubaté se somam as mais de 500 dispensas da General Motors em São Caetano e outras 500 da unidade da Mercedes-Benz de São Bernardo do Campo. A GM também havia dispensado 798 funcionários da sua fábrica de São José dos Campos, na semana passada. Essas demissões foram analisadas pelo Tribunal Regional do Trabalho de Campinas na tarde desta segunda-feira à pedido do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, que queria a anulação das dispensas pelo órgão.

    Na audiência o MPT se manifestou favorável ao pedido do sindicato, mas a GM rejeitou a proposta. O MPT marcou uma audiência para a próxima sexta-feira. Enquanto isso, os funcionários decidiram manter a greve, que está completando uma semana.

    Cinco indústrias que estão faturando mais no Paraná

    O faturamento do setor caiu 6,3% no primeiro semestre. Mas alguns segmentos ainda conseguem ampliar a receita

    Leia a matéria completa

    Mercedes

    Na unidade da Mercedes-Benz no ABC, o sindicato retomou as negociações com a direção da empresa, depois que os trabalhadores aprovaram em assembleia, no último sábado, autorizar a entidade a negociar um Programa de Proteção de Emprego (PPE). A assessoria da Mercedes confirmou a retomada das negociações. Segundo o sindicato do ABC, três empresas da área de autopeças já acertaram a entrada no PPE. Outras seis estão em negociação.

    Em Gravataí, no Rio Grande do Sul, a GM comunicou aos cerca de 9 mil trabalhadores da unidade que eles entraram em férias coletivas a partir do dia 8 de setembro e permanecem em casa até o dia 23. Com a prudução completamente parada, deixarão de ser fabricados cerca de 1.200 veículos dos modelos Onix e Prysmian por dia.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.