i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
indústria química

Dexter vai distribuir inseticida contra a dengue para todo o país

Empresa receberá R$ 5 milhões da Fomento Paraná para divulgar produto que elimina larva do mosquito Aedes aegypti

  • PorAnna Paula Franco
  • 19/10/2015 19:18
Milton Braida e Carlos Oleias, sócios da Dexter Latina: larvicida será o carro-chefe da indústria. | Divulgação
Milton Braida e Carlos Oleias, sócios da Dexter Latina: larvicida será o carro-chefe da indústria.| Foto: Divulgação

O trabalho da Dexter Latina, indústria química especializada em inseticidas e controle de pragas, chamou a atenção da Fomento Paraná. A empresa, com sede em São José dos Pinhais, na Grande Curitiba, tem mais de 20 produtos de controle de pragas urbanas no catálogo e investiu R$ 6,7 milhões nos últimos três anos no desenvolvimento do Straik Mata-larvas, veneno que elimina as larvas de mosquitos perigosos para a saúde humana como o Aedes aegypti, transmissor da dengue.

Como administradora da linha Inovacred, dirigida a financiamento de projetos inovadores sem similares nacionais, a agência procurou a empresa para oferecer apoio financeiro e, assim, aumentar a distribuição do produto. A tecnologia desenvolvida pela Dexter permite o uso doméstico do ativo piriproxfen, antes disponível somente para aplicação pelos agentes públicos, e que mata o mosquito ainda na fase de larva. Acondicionado em microcápsulas, o Straik Mata-larvas tem duração de até 60 dias e pode ser aplicado em recipientes que acumulam água ou em locais secos que possam represar água de chuva, por exemplo, onde o mosquito deposita os ovos.

O produto

O Straik Mata-lavas é vendido em embalagens de 200 ml, em borrifadores com gatilhos. Uma unidade tem capacidade para cobertura de 200 metros quadrados. A aplicação tem validade de até 60 dias, período em que as microcápsulas se rompem gradativamente para liberar o veneno que mata a lava do Aedes aegypti, da dengue, e do Anopheles gambiae, que transmite a malária. O preço médio sugerido ao consumidor é de R$ 35.

O montante de R$ 5 milhões liberado pela Fomento Paraná será aplicado para desenvolver a campanha de marketing e a estratégia de distribuição do Straik Mata-larvas em todo o país. Atualmente, a Dexter tem 12 mil pontos de venda e uma produção de 50 mil unidades de frascos de 200 ml.

A partir do final do mês de outubro, inserções na televisão vão ajudar a divulgar o nome do larvicida para o consumidor. Ao mesmo tempo, a parceria com a Arcom Distribuidora, de Minas Gerais, vai colocar o Straik Mata-larvas em 150 mil pontos de distribuição em todo território nacional. “Hoje, temos 1,5% de participação no mercado. A expectativa é vendermos 1 milhão de unidades de Straik no próximo verão”, conta Milton Braida, sócio e diretor de pesquisa e desenvolvimento da Dexter Latina.

A aposta é transformar o larvicida no carro-chefe da indústria e dobrar, no ano que vem, o faturamento de R$ 30 milhões previsto para 2015. Além da campanha de marketing, a Dexter também está desenvolvendo a área de e-commerce da empresa, para venda de toda a linha de produtos. Lançamentos em São Paulo e a divulgação do produto via assessorias de imprensa também fazem parte da estratégia.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.