i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Comunicação

Diário Popular deixa de circular aos 47 anos

Sede do jornal curitibano será vendida para pagar dívidas

  • PorCinthia Scheffer
  • 27/08/2010 21:20
Capa do Diário Popular da última quinta-feira: venda não foi concretizada |
Capa do Diário Popular da última quinta-feira: venda não foi concretizada| Foto:

O Diário Popular publicou nesta quinta-feira sua última edição. Com problemas financeiros, o jornal vai demitir os 30 funcionários na próxima segunda-feira e deixar de circular depois de 47 anos de his­­tória. "Estamos encerrando as atividades por dificuldades financeiras. Infelizmente, não houve outra saída", diz a empresária Cris­ti­­na Kudri, uma das proprietárias do veículo.

Cristina prefere não revelar o valor da dívida, mas garante que está fechando as portas enquanto ela ainda é "pagável" – o que deve ser feito com a venda da sede da em­­­presa, no Centro de Curitiba. Se­­gundo a empresária, os funcionários já receberam os salários de julho e o acerto final deve ser feito com os sindicatos dos jornalistas e dos gráficos na semana que vem. Na próxima sexta-feira, a Superin­tendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE), realizará uma mesa-redonda para discutir a situação.

Há alguns dias, chegou-se a comentar no mercado a informação de que o jornal havia sido vendido para o empresário Joel Malucelli. Cristina confirma as negociações com Malucelli, mas diz que elas não avançaram e que nenhum outro grupo se interessou pela compra do veículo.

História

O Diário Popular foi fundado em 4 de março de 1963 pelo empresário e jornalista Abdo Aref Kudri, que comandou o veículo até sua morte, em agosto do ano passado. Kudri também foi criador e presidente da Associação das Empresas Proprietárias de Jornais e Revistas do Paraná entre 1994 e 2009.

Atualmente o Diário tinha, segundo a própria administração, uma tiragem de 12 mil exemplares de segunda a sexta-feira, e 15 mil na edição de fim de semana. Desde o seu surgimento, o veículo tinha caráter popular e linha editorial focada no noticiário esportivo e policial. No entanto, nunca chegou a competir de perto com a Tribuna do Paraná, principal jornal desse segmento no estado.

Durante muitos anos a publicação promoveu os prêmios Chuteira de Ouro – entregue aos melhores jogadores do campeonato paranaense de futebol – e o Melhores do Ano, em reconhecimento a empresários e pessoas de destaque do estado em diversos segmentos.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

    Fim dos comentários.