Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

A cotação do dólar retoma a sequência de quedas nesta terça-feira (21) e levou a moeda a romper a barreira dos R$ 1,90 durante a manhã. Por volta das 12h, a divisa norte-americana desacelerou a queda e era cotada a R$ 1,902, em baixa de 0,05%.

O dólar acompanha a continuidade do cenário positivo nas bolsas de valores internacionais. Na Europa, os principais indicadores operavam em altas superiores a 1%. Na Ásia, a nova alta levou as bolsas a retomar o nível de setembro.

Com a agenda do dia fraca em indicadores, o foco dos mercados está sobre os resultados trimestrais de grandes empresas estrangeiras como Caterpillar, Apple, AMD, BlackRock, Lockheed Martin, Merck, Schering-Plough, Starbucks, Coca-Cola e Yahoo.

No lado econômico, atenção para a segunda-prévia do Índice Geral de Preços-Mercados (IGP-M) de julho, que registrou deflação de 0,27%, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV).

Nos Estados Unidos, os investidores acompanham o testemunho do presidente do Federal Reserve (Fed), banco central americano, Ben Bernanke, no Congresso.

Véspera

Na segunda-feira, o dólar atingiu a menor cotação em dez meses, ou desde setembro de 2008. Após queda de 1,29%, a moeda norte-americana terminou a segunda-feira (20) valendo R$ 1,903 no mercado brasileiro.

A divisa registrou a sexta baixa seguida, a mais longa sequência de quedas em dois meses. Os ganhos das bolsas de valores nos Estados Unidos e no Brasil contribuíram para a valorização do real.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]