i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Câmbio

Dólar sobe 1,5% ante real após Dilma ampliar vantagem em pesquisas eleitorais

A moeda norte-americana encerrou em R$ 2,4848 na venda, renovando a máxima atingida pela última vez em dezembro de 2008

  • PorReuters
  • 01/10/2014 15:48

O dólar subiu 1,5% ante o real nesta quarta-feira (1º) para o maior nível em quase seis anos após pesquisas eleitorais do Ibope e do Datafolha mostrarem que a presidente Dilma Rousseff (PT), cuja política econômica é alvo de críticas nos mercados financeiros, mantém liderança firme na corrida presidencial. A moeda norte-americana encerrou em R$ 2,4848 na venda, renovando a máxima atingida pela última vez em dezembro de 2008. Segundo dados da BM&F, o giro financeiro ficou em torno de US$ 1,6 bilhão.

"O mercado não está mais se baseando em fluxo, só em notícias sobre as eleições", afirmou o superintendente de câmbio da corretora Intercam, Jaime Ferreira. Dilma ampliou a liderança nas intenções de voto no primeiro turno e continua mostrando vantagem na segunda rodada, segundo os dois levantamentos eleitorais. Já a diferença entre os rivais Marina Silva (PSB) e Aécio Neves (PSDB) diminuiu, tornando cada vez mais incerto quem disputará o segundo turno contra a atual presidente.

O avanço recente das intenções de voto para Dilma ajudou a moeda norte-americana a registrar em setembro a maior alta mensal em três anos, alimentando preocupações inflacionárias decorrentes do aumento dos preços de importados.

O ritmo acelerado de alta do dólar tem preocupado os agentes econômicos. Segundo analistas, vem crescendo a demanda por proteção cambial, o que, por sua vez, pressiona ainda mais as cotações da moeda norte-americana. "Quando o câmbio tem momentos de tensão sustentada, como está acontecendo agora, muita gente fica com medo de não ter se protegido o suficiente e vai ao mercado com isso na cabeça", disse o gerente de derivativos de um banco internacional.

A cena eleitoral também se traduziu em maior incerteza sobre o comportamento do dólar frente ao real nos próximos meses. Pesquisa da Reuters publicada mais cedo mostrou que as projeções se espalharam muito mais, com o cenário mais pessimista projetando o dólar a R$ 2,90 daqui a um ano, enquanto o mais otimista vê a moeda em a R$ 2,27.

Na véspera, o Banco Central reagiu à pressão no câmbio anunciando já para o primeiro pregão do mês o início da rolagem do lote de swaps cambiais que vencem em novembro, sinalizando a rolagem total destes contratos, que oferecem aos investidores proteção contra futuras altas da moeda norte-americana.

Mas, segundo analistas, esse movimento não é suficiente para apaziguar o nervosismo, além de já ser esperado pelo mercado. "O BC tem dosado as rolagens de acordo com a volatilidade do mercado, então é razoável esperar que, num momento de nervosismo, a rolagem seja integral", disse o operador de câmbio da corretora B&T Marcos Trabbold.

O BC vendeu nesta sessão a oferta total de até 8 mil swaps para rolagem dos contratos de novembro. Com isso, rolou cerca de 4,5% do lote total, equivalente a US$ 8,84 bilhões. Pela manhã, o BC também deu continuidade às intervenções diárias no mercado de câmbio, vendendo a oferta total de até 4 mil swaps, com volume correspondente a US$ 197,0 milhões . Foram vendidos 500 contratos para 1º de junho e 3,5 mil para 1º de setembro de 2015.

Metodologia

A pesquisa Ibope foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal O Estado de S.Paulo. O Ibope ouviu 3.010 eleitores em 203 municípios, entre os dias 27 e 29 de setembro. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-00909/2014.

O Datafolha ouviu 7.520 eleitores em 311 cidades nesta segunda (29) e terça-feira (30). A margem de erro é de 2 pontos porcentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95% - se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de 2 pontos prevista. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00905/2014.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.