i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
mercado

Dólar sobe quase 2% após taxação do capital externo

Moeda norte-americana termina a terça cotada a R$ 1,745. Medida foi anunciada na segunda-feira (20) pelo ministro Mantega

  • PorG1/Globo.com
  • 20/10/2009 13:57

O dólar terminou esta terça-feira (20) cotado a R$ 1,745, após subir 1,86% em um dia de nervosismo no mercado, em que a Bovespa registra queda de quase 3%.

A alta da moeda norte-americana vem após ser anunciada pelo ministro Guido Mantega, nesta segunda (19), a taxação dos recursos de estrangeiros que entraram no Brasil para aplicações no mercado financeiro.

No exterior, as principais bolsas de valores caíam, influenciadas por números piores do que o esperado no setor imobiliário dos Estados Unidos. O dólar se valorizava ante uma cesta com as principais moedas.

"Como lá fora está negativo, ajuda a maximizar essa variação", disse Mario Battistel, gerente de câmbio da Fair Corretora.

Mantega anunciou nesta segunda a taxação do capital estrangeiro em ações e renda fixa por meio de Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), com alíquota de 2%.

A intenção do governo já era noticiada desde o final da semana passada, e por isso não surpreendeu o mercado.

O mercado, porém, questiona se a alta desta terça-feira será duradoura. "Mesmo com esse tributo, vai continuar sendo vantagem" investir no Brasil, avalia Battistel. Para analistas de bancos e consultorias, a principal novidade é a inclusão das aplicações na bolsa entre os alvos da tributação. Eles alertam, porém, que os principais fatores externos que contribuem para a baixa do dólar continuarão em vigor.

Apesar da alta desta sessão, o Banco Central manteve a postura dos últimos meses e realizou o tradicional leilão de compra de dólares no mercado à vista. Em 16 de outubro, as reservas internacionais já superavam US$ 232 bilhões.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.