i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
empreendedorismo

Curativo ‘feito em casa’ ganha o mundo

Membrana desenvolvida pela paranaense Membracel nasceu da tentativa de resolver um problema de saúde familiar. Plano é exportar 50% da produção

  • PorJoão Pedro Schonarth
  • 27/07/2013 21:03
Thiago Moreschi e a membrana regeneradora porosa: em agosto, produto deve chegar às farmácias | Jonathan Campos/ Gazeta do Povo
Thiago Moreschi e a membrana regeneradora porosa: em agosto, produto deve chegar às farmácias| Foto: Jonathan Campos/ Gazeta do Povo

Cotidiano

Ideias de negócio estão por toda a parte. Cabe ao empreendedor observar o cotidiano, por exemplo, percebendo a reclamação de amigos e problemas na família.

Inovação

Bons produtos já existem, mas é possível melhorá-los para atingir novos públicos. Inovação traz diferenciação no mercado.

Oportuni­­dades

O melhor dos planos de negócios não consegue prever o acaso. Esteja preparado para não perder oportunidades que possam surgir.

Abrindo portas

Se a empresa quer chegar a novos mercados e desconhece o processo, um profissional que já atua no segmento pode abrir portas.

Novos produtos

Lançar novos produtos mostra ao mercado capacidade de se reinventar e perfil inovador.

Custos

O empresário precisa saber o custo do seu processo de produção, bem como quanto custa um funcionário e a sua demissão, por exemplo.

Público

Saiba como chegar ao consumidor final. Mudanças de público exigem alterações na embalagem e formatos adequado ao varejo.

A Membracel Produtos Biotecnológicos nasceu de uma situação peculiar – da tentativa do fundador, o engenheiro florestal João Carlos Moreschi, de resolver um problema de saúde de sua mãe. Com ajuda do médico Julio Siqueira, ele desenvolveu uma membrana regeneradora porosa, usada em queimaduras e feridas crônicas. E hoje ela é produzida em escala comercial em Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana de Curitiba.

Vitória, mãe do engenheiro, tinha uma ferida que não sarava – curativo algum amenizava a lesão. "Ele percebeu então que a cicatrização seria melhor se houvesse poros nos curativos. Foi aí que começou a pesquisar como desenvolver a membrana regeneradora porosa, que hoje é patenteada pela empresa", conta Thiago Rossetto Moreschi, filho do pesquisador e atual diretor da Membracel.

Os primeiros testes, feitos em 2000 com dona Vitória, e os bons resultados fizeram com que o uso da membrana fosse expandido para queimaduras e outras lesões. "A película é como uma segunda pele, que ajuda a proteger a ferida e tira a dor, ajudando na cicatrização", explica Thiago.

Hoje a empresa exporta uma pequena parcela de sua produção, cerca de 1%, para o Panamá, na América Central. Mas o plano é ambicioso: a ideia é entrar no mercado norte-americano e elevar a participação das vendas externas a 50% do total.

A Membracel exporta para o Panamá devido ao acaso. "Uma médica panamenha conheceu nosso produto e passamos a vender para lá. No caso dos Estados Unidos, conhecemos parceiros internacionais devido a parcerias que fizemos com instituições no Brasil", conta o diretor.

O plano de expansão no Brasil conta com a venda do produto em farmácias, a partir de agosto. Hoje a maior parte das vendas é feita a distribuidores – as membranas são usadas em hospitais e unidades de saúde de todo o país. Para isso, o produto está passando por uma reformulação para atender ao consumidor final.

"Estamos mudando a identidade visual e investindo em marketing para chegarmos ao varejo. Além disso, vamos fazer tamanhos diferentes para que o consumidor tenha mais opções", explica Thiago.

O diretor cita alguns exemplos de preços. A membrana no tamanho 7,5 cm por 5 cm vai custar R$ 19. No formato de 15 cm por 10 cm, o preço será de R$ 68. "Para queimaduras, por exemplo, recomenda-se uma membrana para até dez dias. Para feridas crônicas, ela deve ser trocada a cada cinco ou sete dias", diz.

Expansão

Produção dobra com 10 m² e um funcionário a mais

Como a Membracel trabalha com um processo biológico, o tempo para a produção é diferente do de outros produtos. Entre o desenvolvimento da membrana e a sua embalagem, são seis dias. Nesse tempo, a empresa tem capacidade de produzir 225 mil cm², o equivalente a 22,5 m² de membranas.

A empresa tem hoje nove funcionários, um deles contratado exclusivamente para estreitar relacionamento com as farmácias. "Parcerias são fundamentais para empresas pequenas se movimentarem no mercado. Contratamos uma pessoa para o cargo de gerente de vendas. Ele já tinha o contato com as redes e foi abrindo portas nesse meio", conta Thiago Moreschi, diretor da empresa.

A previsão da Membracel é faturar seu primeiro milhão de reais em 2013. A diretoria espera que a entrada no varejo provoque um "boom" nas vendas, o vai requerer um aumento da capacidade produtiva. Tudo já está na ponta do lápis.

"Já adquirimos um terreno próximo à indústria e devemos iniciar em breve a ampliação. Como o processo é simples, não seria necessário um alto investimento. Com mais 10 m² de área para a produção e um funcionário, a mais é possível dobrar a capacidade da empresa", calcula.

Inovação

A Membracel investe em pesquisas de aprimoramento da membrana e também no desenvolvimento de outros produtos com base na biotecnologia. O objetivo é, a partir de 2014, colocar um lançamento no mercado por ano, com a ajuda do fundador. "Meu pai se afastou da empresa, mas continua na pesquisa. Assim como a minha avó, que tinha úlcera varicosa, outras lesões podem ser cicatrizadas com os produtos", diz Moreschi.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.