Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
A Oniria foi fundada em 2002 por universitários da Universidade Estadual de Londrina (UEL) | Daniel Castellano/Gazeta do Povo
A Oniria foi fundada em 2002 por universitários da Universidade Estadual de Londrina (UEL)| Foto: Daniel Castellano/Gazeta do Povo

A paranaense Oniria, desenvolvedora de simuladores e softwares, foi vendida por R$ 6 milhões para a empresa de soluções de e-learning Gestum, que tem como sócios os fundos Warehouse Investimentos e Spectra Investimentos. O negócio envolve pagamentos em dinheiro e ações e foi anunciado nesta quinta-feira (13).

Siga a Gazeta do Povo no LinkedIn

A Oniria foi fundada em 2002 em Londrina. A empresa é hoje uma das líderes no país em desenvolvimento de soluções e engajamento em gamificação e simuladores virtuais – tecnologias usadas por empresas para treinamentos profissionais e ações de marketing. A paranaense já realizou mais de 5 mil horas em projetos para grandes companhias como Petrobras, Ford, Coca-Cola, Itaú, Embrapa e Vale. A empresa atua também fora do país, com projetos em países da América Latina, além dos Estados Unidos.

Reconhecimento

A Oniria foi uma das empresas vencedoras do Prêmio Bem Feito no Paraná, promovido pela Gazeta do Povo, por dois anos seguidos, em 2013 e 2014.

A empresa nasceu em 2002, em uma incubadora da Universidade Estadual de Londrina (UEL). Inicialmente, a intenção era focar no desenvolvimento de games – alguns projetos chegaram a ganhar vida, mas, após dificuldades para se manter neste mercado, a Oniria decidiu se reinventar e apostar no apostar no mundo corporativo.

Em comunicado, o fundador e CEO da Gestum, Cesar Braga, afirma que a aquisição da Oniria “vem de encontro às novas tendências de aprendizado com gamificação, de forma lúdica e simples”. “A junção de experiências entre Gestum e Oniria alça a companhia a um outro patamar e ajudará em nosso crescimento exponencial, que deve atingir 30% somente este ano e acumulado de 400% nos últimos quatro anos”, afirma.

“Elementos de gamificação, incluindo serious games e simuladores virtuais, são nossas grandes apostas, já que o futuro para os RHs das empresas será utilizar essas ferramentas para treinamentos, as quais possibilitam situações lúdicas, engajadoras e semelhantes a casos reais de forma ágil e econômica”, completa Braga.

O CEO da Oniria, Nícholas Haydu, seguirá na empresa e agora passa a ser responsável pela área de serious games e simuladores virtuais da Gestum. “Sempre nos deparamos com empresas que não tratam o RH como uma parte importante do planejamento. Com a nossa solução é possível observar desempenho e resultados por meio de números e, portanto, fica mais fácil convencer outros setores da empresa que é fundamental ter investimentos no RH”, afirma Haydu no comunicado divulgado pela Gestum.

Com a aquisição da Oniria, a Gestum passa a ter 120 funcionários no total e três sedes, em São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul – essa foi a terceira incorporação de uma companhia pela empresa em três anos. A empresa foi fundada há 15 anos e tem entre seus clientes Itaú, O Boticário, Lojas Riachuelo, Electrolux, TIM e Vale.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]