Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Parceria firmada entre Microsoft e Centro Europeu começa a funcionar em 2017 | Divulgação
Parceria firmada entre Microsoft e Centro Europeu começa a funcionar em 2017| Foto: Divulgação

Curitiba vai ganhar mais um Centro de Inovação Microsoft. Agora, a parceria é com o Centro Europeu e começa a funcionar em janeiro de 2017. O objetivo é organizar ações voltadas para toda a comunidade que ajudem a fomentar o ecossistema de inovação. Os Centros de Inovação também são chamados de Microsoft Innovation Centers (MIC).

Segundo Ronaldo Cavalheri, diretor geral do Centro Europeu, o MIC vai trabalhar em quatro pilares: inovação, startups, educação e setor público. A escola de profissões já tem a Universidade das Startups (UniStart), que ajuda a acelerar ideias e criadores. Com o MIC, o programa vai ser fortalecido através de parcerias com universidades, escolas e centros de inovação, como coworkings e instituições que possam dar o suporte necessário aos projetos. Os parceiros vão trazer tecnologia, conhecimento – por meio de mentoria – e conexões com o mercado. No MIC também haverá instrução e acompanhamento para as pessoas que queiram participar da Imagine Cup, competição de tecnologia em que participam estudantes do mundo todo, organizada pela Microsoft.

Novidade

Para 2017, a Imagine Cup terá regras novas. Agora, todos os projetos competem entre si e devem ser apresentados por grupos com máximo 3 membros. O campeão mundial receberá um prêmio de US$ 100.000. Para mais informações sobre a competição, acesse o site.

Aberto a todos que quiserem desenvolver um ideia, o Centro de Inovação da Microsoft também vai apresentar eventos pontuais, cursos sobre tecnologia e inovação, internet das coisas e sobre o funcionamento do Xbox (marca de videogame da Microsoft). O último pilar do MIC visa oferecer à sociedade, através dos agentes públicos, soluções e iniciativas para programas de cidadania, como hackathons e cursos e palestras sobre os temas trabalhados no Centro de Inovação.

Tendência

Com os investimentos que estão sendo feitos em inovação e tecnologia, o Centro Europeu quer garantir que essa área corresponda a 30% do faturamento da empresa nos próximos cinco anos. Para Cavalheri, essa adaptação do negócio é natural, uma vez que as profissões de hoje também passam por uma transformação. “Estamos circulando no ambiente que vai ditar como vai ser o futuro. A gente quer lançar cursos para as tendências e necessidades do mercado, então vamos direcionar para profissões que não existem e que seguem esse movimento”, analisa.

Imagine Cup

A competição global organizada pela Microsoft incentiva estudantes a partir de 16 anos a formar equipes e criar projetos e ideias inovadoras que possam facilitar e até resolver problemas mundiais. Completando 15 anos, a edição de 2017 vai passar por algumas mudanças. Antigamente, os projetos eram divididos em categorias como cidadania, inovação e games. Agora, todos os projetos vão concorrer entre si. Um dos principais critérios de avaliação será a utilização do Azure, nuvem de dados da Microsoft.

No MIC do Centro Europeu, os interessados em participar da Imagine Cup terão assistência de um mentor com experiência no assunto. A gerente do Centro de Inovação, Rafaela Costa, venceu a competição em 2011 e se tornou a CEO da Signum Game Studio, empresa que também é parceira do MIC.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]