i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Trabalho

Emprego industrial cai 0,6% no Paraná

Índice foi melhor do que a média nacional, que apresentou recuo de 1,66% em novembro

  • PorAngieli Maros
  • 14/01/2014 07:24

Emprego industrial fica estável em novembro, diz IBGE

aO emprego na indústria ficou estável (0,0%) na passagem de outubro para novembro do ano passado, na série livre de influências sazonais, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Leia matéria completa.

A quantidade de trabalhadores assalariados em indústrias do Paraná teve retração de 0,6% em novembro de 2013, na comparação com o mesmo mês do ano anterior, informou nesta terça-feira (14) o IBGE, por meio da Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário (PIMES). O índice foi melhor do que a média nacional, que apresentou recuo de 1,66%.

No país, a redução do contingente de trabalhadores apontou redução em 12 dos 14 locais pesquisados. Ficaram de fora desta lista Santa Catarina e a Região Norte e Centro-Oeste, ambos com aumento de 0,43% na contratação de mão de obra industrial no período.

A diminuição de assalariados na indústria paranaense foi puxada, em grande parte, pela redução observada nos setores de máquinas e aparelhos eletroeletrônicos e de comunicações (-34,3%), madeira (-9,5%) e outros produtos da indústria de transformação (-3,2%).

Por outro lado, a contratação aumentou em sete das vinte seções industriais analisadas. A maior expansão foi registrada no setor têxtil, com uma variação de 7,96% na relação de pessoal ocupado em comparação com o mesmo mês do ano anterior. Também se destacaram os setores de Papel e Gráfica, com 7,88%; e de Fumo, com 6,37%.

No acumulado de janeiro a novembro de 2013, o emprego industrial teve crescimento de 0,26% no Paraná. No período de um ano, a variação foi de 0,30%.

Pagamento

Os indicadores da folha de pagamento real no Paraná também mostram queda no período. Na comparação entre novembro de 2013 e o mesmo mês do ano anterior, o índice recuou 4,71% na indústria geral e ficou abaixo da média nacional, que mostrou queda de 3,71%.

O maior recuo entre os setores paranaenses analisados foi o do setor de máquinas e aparelhos elétricos, eletrônicos, de precisão e de comunicações. A diminuição da folha de pagamento neste grupo foi de 18,31%. Já o maior crescimento foi registrado no setor de fumo, com variação de 13,48%.

No índice acumulado dos onze meses de 2013, o valor da folha de pagamento real avançou 1,7% no estado. Nos últimos 12 meses, o crescimento foi de 2,76%.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.