i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
EUA

Geithner evita falar de aumento de recursos para bancos

  • PorAgência Estado
  • 29/03/2009 17:54

O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Timothy Geithner, afirmou hoje que US$ 135 bilhões sobraram do fundo de US$ 700 bilhões aprovado pelo Congresso para dar apoio ao setor financeiro em meio à crise financeira internacional. Ele evitou, entretanto, avaliar se mais recursos serão necessários para dar suporte ao setor. Geithner disse que é crucial para a administração do presidente Barack Obama ter recursos substanciais para implementar várias medidas para reabilitar bancos e outras instituições financeiras afetadas pela crise. "Em termos do que ainda não foi comprometido, são cerca de US$ 135 bilhões", calculou o secretário do Tesouro, durante entrevista para a rede de televisão ABC.

Ele ressaltou que a estimativa inclui o dinheiro que poderia ser devolvido por bancos que tomaram empréstimos, mas que não precisaram manter os recursos durante a turbulência. "Essa é uma estimativa razoavelmente conservadora e nos dá recursos substanciais para prosseguir com a ampla iniciativa de colocar o sistema financeiro de volta no negócio de prover crédito", declarou Geithner.

Com relação à possibilidade de ir ao Congresso novamente para pedir recursos adicionais para fortalecer o setor financeiro, Geithner apontou que tomará a medida no momento adequado, caso julgue necessário. "Se chegarmos a esse ponto, nós vamos ao Congresso e faremos a melhor defesa possível para ajudá-los a compreender porque será mais barato no longo prazo atuar de forma agressiva".

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.