i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Mercados

GVT vai a mercado captar quase R$ 1 bi

Preço inicial de R$ 18 por ação supera previsão de companhia telefônica com sede em Curitiba

  • PorFelipe Laufer
  • 16/02/2007 18:50

A companhia telefônica GVT, com sede em Curitiba, vai a mercado hoje para captar quase R$ 1 bilhão com a emissão de 52 milhões de ações ordinárias. O preço inicial fixado pela companhia após o período de reserva ficou em R$ 18 por ação. Acima, portanto, do previsto no prospecto preliminar enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que estimava algo entre R$ 11 e R$ 16. Com o valor definido, a captação totaliza R$ 936 milhões, dos quais R$ 891,540 milhões são recursos líquidos. A cerimônia de oferta pública inicial (o chamado IPO, sigla de Initial Public Offering, em inglês) está marcada para o início da manhã. Às 11 horas, na abertura do pregão, os papéis da companhia começam a ser negociados sob o código GVTT3.

Para o consultor Christian Majczak, da Go4! Consultoria de Negócios, de Curitiba, dois fatores podem ter contribuído para o preço inicial ter sido fixado acima do previsto. Um deles – o mais provável, de acordo com o consultor – é que o cenário atual do setor de telecomunicações é mais favorável do que quando o prospecto preliminar foi elaborado. "De lá pra cá muita coisa mudou. Isso ajuda a criar uma expectativa melhor de resultados", afirma Majczak. O segundo motivo para a cotação inicial mais alta seria a demanda durante o processo de reserva (bookbuilding), que deve ter surpreendido a empresa.

O interesse maior dos investidores pela GVT, segundo o consultor, encontra explicação nos resultados da companhia nos últimos anos. Embora ela tenha registrado prejuízo de R$ 71,8 milhões em 2006, o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) saltou de R$ 128,9 milhões em 2004 para R$ 255,6 milhões no ano passado. "Ela vinha de resultados ruins e passou a reverter isso, e o investidor fica atento", diz Majczak.

De acordo com o prospecto enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a GVT vai usar os recursos captados para antecipar o pagamento de parte de uma dívida, cuja amortização é prevista para 2011. Contraído com investidores estrangeiros, o empréstimo, de R$ 306,9 milhões, foi usado na aquisição de equipamentos para a implementação inicial da sua rede. O restante da captação será destinado à antecipação do pagamento de empréstimos bancários e ainda para a aquisição de equipamentos, materiais e serviços para ampliação de sua rede.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

    Fim dos comentários.