i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Expansão

Indústria têxtil investirá quase US$ 1 bilhão em máquinas

  • PorAgência Estado
  • 25/09/2008 15:55

Os investimentos em maquinário da indústria têxtil e de confecção brasileira vão crescer mais de 35% nesse ano, mesmo com a crise externa, afirmou em entrevista à Agência Estado o presidente da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecções (Abit), Aguinaldo Diniz Filho. Segundo ele, os recursos devem atingir aproximadamente US$ 970 milhões, impulsionados pelas importações de máquinas incentivadas pelo dólar desvalorizado.

"Mesmo com os problemas financeiros no exterior, o crescimento da demanda interna impedirá que as empresas reduzam seu ritmo de investimentos nesse ano", disse Diniz Filho. De janeiro a agosto foram gastos US$ 496 milhões na compra de maquinário no exterior, o que representou um aumento de 57,95% em relação ao mesmo período do ano passado. O dirigente destaca que as importações ocorrem pela falta de máquinas similares no mercado interno.

A maior parte dos recursos para as aquisições dos novos equipamentos vem de desembolsos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Nos oito primeiros meses do ano, os aportes do BNDES para a indústria têxtil atingiram R$ 636,7 milhões, enquanto que às fábricas de confecções, vestuário e acessórios os empréstimos totalizaram R$ 286,8 milhões. "Esses foram os maiores valores dos últimos treze anos", afirmou.

O dirigente ressaltou que os investimentos nas compras de máquinas têxteis no exterior, que cresceram 142% nos últimos cinco anos, estão possibilitando ao setor ampliar a concorrência das empresas brasileiras nos mercados interno e externo. A previsão da Abit é de que o setor encerre o ano com um déficit em sua balança comercial de aproximadamente US$ 1,5 bilhão, o maior da história.

Segundo Diniz Filho, a capacidade de produção da indústria aumentou em cerca de 50% nos últimos cinco anos em função dos novos investimentos. "Com a modernização estamos reduzindo custos de produção e eliminando nossas desvantagens competitivas " Ele destacou ainda que além do BNDES as empresas obtêm recursos para suas compras através de capital próprio ou financiamento de fornecedores.

Em 2007, os investimentos do setor atingiram US$ 702 milhões, sendo que 73% desse valor foi em equipamentos importados. Cerca de 92% da produção da indústria têxtil e de confecção são destinados ao mercado interno.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.