| Product Communications Mercedes-Benz Vans/Daimler AG
| Foto: Product Communications Mercedes-Benz Vans/Daimler AG

A Mercedes-Benz pretende instalar drones voadores automatizados em sua nova linha de vans elétricas, parte de um investimento de 500 milhões de euros (US$ 562 milhões) que tem o objetivo de acelerar as entregas de compras online.

A pequena aeronave sem piloto seria parte de um sistemas de bordo, que inclui equipamentos digitais, capazes de reduzir pela metade tanto os custos quanto os prazos de entrega no trecho final de viagem de uma encomenda, informou a fabricante de veículos na quarta-feira (7), em apresentação em Stuttgart, na Alemanha.

Leia mais sobre inteligência artificial e novas tecnologias

Os dois drones são capazes de transportar pelo ar itens de com peso de até dois quilos por até 10 quilômetros, o que possibilita a chegada do serviço a lugares de difícil acesso.

O conceito faz parte dos esforços da unidade da Daimler para ajudar os clientes corporativos a acelerar o transporte de produtos em meio ao aumento dos volumes causado pelo boom no comércio eletrônico. A DHL, uma divisão da Deutsche Post [serviço postal alemão], e a United Parcel Service [serviço norte-americano de logística] também estão procurando formas de garantir a entrega de itens na primeira tentativa, mesmo quando o consumidor não estiver em casa.

Siga a @gptecno no Twitter

Varejistas online, como a Amazon.com, estão testando experiências gerenciando as entregas por conta própria.

“O negócio no nosso setor está mudando drasticamente, por isso estamos olhando além de nosso produto principal e entrando em novos mercados”, diz Volker Mornhinweg, responsável pela divisão de vans da Mercedes, em comunicado. “Queremos fazer das vans centros de dados inteligentes e conectados sobre rodas”.

Daimler AG - Product Communications Mercedes-Benz Vans/Daimler AG

Os investimentos serão parcelados ao longo de cinco anos. A Mercedes não definiu cronograma de quando os drones ou a tecnologia de um braço robótico para a seleção de encomendas dentro da van podem estar disponíveis.

Muitas indústrias estão pesquisando outros possíveis usos para os drones, além da entrega da última compra online na porta dos clientes, como inspeções em ferrovias, localização de criminosos em fuga ou transporte de órgãos até hospitais, embora a estrutura regulatória para as aeronaves ainda esteja em seu primórdio.

“O crescimento do transporte significa que temos que mudar nossos processos”, disse Stefan Maurer, chefe de sistemas de transporte futuros para vans da Mercedes.

Os drones no conceito da Mercedes ficam no teto da van, sobre uma portinhola que abre para o interior do veículo. Feitos de fibra de carbono e alumínio, os ‘minicópteros’ têm quatro hélices e medem cerca de 55 centímetros. A aeronave foi desenvolvida em parceria com a suíça Matternet, e modelos similares já ajudaram a transportar medicamentos para pessoas que estavam em terrenos de difícil acesso, afirmou a Mercedes.

Quando uma van chega à área onde o drone supostamente deve decolar, um braço robótico move as encomendas para dentro de uma caixa especial na direção da portinhola, que se abre automaticamente para que o drone pegue o item. Usando GPS, o artefato voa até um ponto de pouso estabelecido pelo cliente, disse a Mercedes.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]