SÃO PAULO - Confrontados com novas evidências de aprofundamento da recessão nos Estados Unidos, os mercados de ações tiveram outro dia de perdas, movimento seguido pela Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), que zerou os ganhos do mês. Influenciado pelo efeito da queda das commodities sobre algumas das ações mais importantes do mercado doméstico, o Ibovespa caiu ontem 0,43%, aos 39.674 pontos. Com a queda, a bolsa acumula perdas de 5,18% em apenas dois pregões.

Depois da derrocada das bolsas na véspera, que derrubou os principais índices de Nova Iorque para perto dos menores níveis em 14 anos, os investidores apoiaram-se no anúncio de um novo pacote anticrise nos EUA, este para o setor imobiliário.

Mas esse fio de esperança logo se esvaiu após a divulgação de que a produção industrial e a construção de moradias nos EUA caíram mais do que o esperado em janeiro, reforçando a leitura de que a recessão no país está se aprofundando.

"Mesmo com todos esses pacotes do governo, está ficando claro para os investidores que não há solução de curto prazo para os Estados Unidos", disse Hamilton Moreira, analista senior do BB Investimentos.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]