O governo irlandês irá sacar cerca de 10 bilhões de euros do fundo de resgate da União Europeia (UE) e Fundo Monetário Internacional (FMI) durante o primeiro trimestre de 2011, divulgou o jornal local Sunday Business Post, sem citar fontes. Um porta-voz para o departamento das Finanças do governo não pôde ser encontrado imediatamente para comentar a informação.

A Irlanda concordou com um plano de resgate de € 67,5 bilhões com a UE e o FMI, como parte do acordo de ajuda de € 85 bilhões, para beneficiar bancos e também as finanças públicas.

Oposição dividida

O partido de oposição irlandês Fine Gael está dividido sobre se vota contra ou a favor do pacote de ajuda ao país, segundo o jornal britânico Sunday Times, citando membros do partido. Richard Bruton, um dos porta-vozes do Fine Gael, disse que ainda não está definido que o partido votará contra o fundo de resgate elaborado pela UE e FMI, na votação da próxima quarta-feira, 15 de dezembro.

Bruton afirma que o partido recebeu garantias da UE e do FMI de que alguns elementos do pacote podem ser renegociados. O jornal também divulga que um outro porta-voz do partido, Leo Varadkar, acredita que é improvável que o partido dê suporte ao pacote de resgate. O Fine Gael deve discutir o posicionamento sobre o pacote em uma reunião na terça-feira. As informações são da Dow Jones.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]