O principal sindicato da Itália está ameaçando a realização de uma greve geral contra um pacote de austeridade aprovado pelo governo do primeiro ministro Silvio Berlusconi para equilibrar o orçamento de 2013 e evitar um colapso financeiro. A líder da confederação trabalhista CGIL, Susana Camusso, disse que uma greve é a única forma de "alterar as injustiças presentes neste pacote". Ela falou neste domingo ao jornal La Repubblica que as autoridades do sindicato irão se reunir no dia 23 de agosto para definir a data da greve.

Berlusconi disse que o pacote de austeridade de 45,5 bilhões de euros (US$ 64,8 bilhões) que eleva os juros, reduz os cargos políticos e consolida as pequenas cidades, foi elogiado pelo Banco Central da Europa e por líderes, incluindo a chanceler alemã Angela Merkel. As informações são da Associated Press.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]