i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
meio ambiente

Itália terá 1ª usina de hidrogênio do mundo

Unidade localiza-se em Fusina e tem capacidade total de geração de 16 megawatts (MW) em energia elétrica

  • PorAgência Estado
  • 12/07/2010 11:34

A Enel SpA anunciou hoje a primeira usina de energia de hidrogênio do mundo, reforçando suas credenciais para a oferta pública de uma participação minoritária em sua unidade de energias renováveis, prevista para outubro. A nova unidade localiza-se em Fusina, próxima a Veneza, com capacidade total de geração de 16 megawatts (MW) em energia elétrica. Os investimentos da Enel no projeto foram de cerca de 50 milhões de euros.

A Enel planeja vender uma participação minoritária na Enel Green Power SpA no fim do ano e indicou outubro como a data para uma oferta pública inicial. A unidade de energia renovável está avaliada em mais de 12 bilhões de euros. A eletricidade produzida pela usina é suficiente para atender as necessidades anuais de cerca de 20 mil residências. A unidade utiliza hidrogênio produzido principalmente como subproduto da unidade petroquímica de Porto Marghera, que está próximo de Fusina. Deste modo, a Enel conseguiu resolver um dos principais desafios relacionados ao hidrogênio: obter o combustível limpo sem ter que usar grandes quantidades de energia para produzi-lo.

A Enel está impulsionando as operações verdes de sua unidade para tirar vantagem da atratividade do setor. No fim da semana, a Enel vai inaugurar uma outra unidade piloto na Sicília, que usa uma nova tecnologia de energia solar para gerar eletricidade. A unidade de Fusina usa 1,3 tonelada de hidrogênio por hora em sua geração. Ela compra o hidrogênio da Eni Spa.

No entanto, o hidrogênio como fonte para gerar eletricidade ainda não é competitivo em relação aos hidrocarbonetos tradicionais, custando quase cinco vezes mais que a energia produzida, por exemplo, por carvão. A decisão da Enel de investir na unidade de Fusina - a primeira do tipo em escala industrial - foi feita, em parte, para permitir que seus engenheiros testem a tecnologia de hidrogênio e adquiram experiência. As informações são da Dow Jones.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.