Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Como transformar US$ 500 em R$ 3 bilhões, a história da Cacau Show segundo seu fundador. | Antônio MoreGazeta do Povo
Como transformar US$ 500 em R$ 3 bilhões, a história da Cacau Show segundo seu fundador.| Foto: Antônio MoreGazeta do Povo

Alexandre Costa iniciou a Cacau Show aos 17 anos, quando aceitou encomendas de ovos de páscoa que não existiam. “Vendi 2 mil ovos de 50 gramas, mas o fornecedor não produzia esse tamanho”, contou em palestra do evento Power House, da Meusucesso.com, em São Paulo. “Em vez de pedir desculpas aos clientes e não entregar, decidi produzir esses ovos e peguei para isso 500 dólares emprestados do meu tio.”

LEIA MAIS sobre empreendedorismo

Conheça a lojinha de rua que descobriu um novo jeito de vender joias

Segundo o empreendedor, essa primeira leva de ovos já rendeu 100% de lucro. “Devolvi os 500 dólares e fiquei com outros 500”, afirma. Hoje, sua rede de franquias, com 2,3 mil lojas pelo país, vale quase R$ 3 bilhões.

Para ele, que passou a partir daí a vender seus produtos de padaria em padaria, o principal “segredo” para o sucesso é “nunca chegar lá”. E explica: “quando eu avanço, eu estou aqui. O lá sempre é mais para frente, eu sempre continuo buscando”, contou ele a uma entusiasmada plateia.

Como a Cacau Show transformou US$ 500 em R$ 3 bilhões, segundo seu fundador.Lailson SantosLailson Santos/Divulgação

3 ingredientes para o sucesso

Mas nem só de frases de efeito e força de vontade vive uma ideia bilionária. Alexandre conseguiu ver a oportunidade em algo que seria capaz de fazer, e fez. “Trinta anos atrás, o mercado de chocolates era dividido apenas entre aqueles artesanais muito caros e os ‘massivos’, baratos, mas com menos qualidade. Eu criei uma proposta com boa matéria prima e preço mais acessível”, diz. Esse é, segundo ele, o primeiro ingrediente indispensável da Cacau Show: o produto. 

Em segundo lugar, cita o design. “Para que pagar direitos autorais se eu posso criar minha própria marca?”, questiona, mostrando produtos infantis da linha. “Tem que gastar menos e usar a criatividade. A falta de recursos é o melhor alimento para a criatividade”, continua. Para ele, um design diferenciado é essencial na fidelização e aumento do tíquete médio do cliente.

Por último, mas não menos importante, Alexandre acredita na cultura interna de sua empresa como um diferencial. “Salário, décimo quarto, bônus. Tudo isso é muito pouco”, lista. “O que eu quero é fazer bem para a vida do funcionário, me aproximar dos franqueados e transformar o ordinário em extraordinário, através das pequenas coisas”, conclui.

LEIA MAIS sobre empreendedorismo

Herdeiro de gigante da logística quer colocar seus milhões em negócios sociais

Expansão aposta também em revendedores

Na metade do ano passado, em entrevista à Gazeta do Povo,  Alexandre o quanto uma nova aposta, a de revendedores externos, estava rendendo à Cacau Show. Na ocasião, julho de 2016, o sistema de vendas domiciliares correspondia a 4% do faturamento da rede e a expectativa era de que chegasse a 10% neste ano de 2017. 

Com capacidade para produzir até 35 mil toneladas de chocolate por ano, a Cacau Show conta com cinco fábricas, sendo quatro localizadas no estado de São Paulo e uma em Curitiba. O investimento de maior valor foi a construção de um novo complexo industrial em Itapevi, cidade paulista, no valor de R$ 100 milhões. 

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]